TÊNIS É SUPERAÇÃO

FORMANDO PESSOAS

Postado em:

​TENIS É ESSENCIALMENTE SUPERAÇÃO

Nesse último final de semana foram realizadas as finais masculina e feminina do US OPEN torneio Grand Slam disputado Nova York.

A campeã no feminino foi a americana Slone Stephens que no início do ano foi submetida a uma cirurgia nos pés e jamais imaginava conquistar seu 1º Slam 7 (sete) meses depois.

Na final masculina, o conhecido espanhol Rafael Nadal conquistou o título do torneio que é disputado em quadras rápidas, após quase 04 anos sem vencer nessa superfície.

O que há de comum entre esses jogadores é o fato de terem superado adversidades, persistido, recomeçarem, evoluírem para poder conquistar tal almejado torneio.

Também é comum neles o fato de não serem grandes sacadores até porque não tem estatura elevada, sabem jogar na defesa, contra-golpeiam com muita qualidade, e atacam com inteligência. Jogadores versáteis, de pernas rápidas e com muito domínio emocional.

Tênis, antes de mais nada, é isso. Consistência física, técnica e emocional. O diferencial vem da superação dentro e principalmente fora das quadras, nos treinamentos diários buscando evolução constante. Assim é que são forjados os vencedores.

Aproveitando o ensejo, rendemos homenagem ao atleta da equipe Lamt (www.lamt.org.br) - Vinicius Giolo Magrin – campeão brasileiro da categoria 09 anos em 2015 – que está se recuperando de uma cirurgia corretiva nos pés. Força Vini !!!

Formando Campeões, para a Vida!

Conheça o trabalho desenvolvido pela LAMT

Postado em: - Atualizado em:


Hoje vamos falar do trabalho desenvolvido pelo Instituto Lamt (www.lamt.org.br). O tênis de campo na cidade de Franca e região ganhou nova dimensão a partir da instauração de três processos concomitantes: massificação do tênis, formação de uma equipe de competição e a inserção de um processo educacional.

A massificação (ensino inicial do tênis) hoje está distribuída em 04 (quatro) cidades. A atividade é realizada diretamente (Franca) ou através de parceiros como o Projeto Jovem Tenista (São Joaquim da Barra e Guará) e LL Projetos Esportivos (Pitangueiras). Abrange cerca de mil crianças. Projetamos para 2018 dobrar o número com a expansão nas cidades de Franca e Pitangueiras e início das atividades em Ituverava. Iniciamos também o ensino do tênis a crianças especiais - o que tem sido muito especial (Lamt social).

A equipe de competição infanto-juvenil da Lamt é hoje referência nacional - conceito obtido através dos resultados (venceu os maiores torneios disputados no pais (Banana Bowl, Gerdau, Brasileirão, Copa Guga). Possui um atleta convocado para a seleção brasileira (categoria 12 anos) e outros que ocupam as duas primeiras posições no ranking da Federação Paulista de Tênis (categoria 10 anos).

Os atletas são atendidos por uma equipe multidisciplinar que além dos treinadores de tênis conta com o suporte de profissionais de várias áreas como fisiologia do exercício, educação física, nutrição, biomedicina e psicologia (Universidade de Franca) e fisioterapia, preparação física (Clínica Colucci). Associado ao processo esportivo existe atenção especial para a formação educacional.

Há acompanhamento da vida escolar dos atletas através dos boletins escolares que são inseridos na plataforma de arquivamento de dados (infoplayer) submersa no site da Lamt. Através de parceria com a escola de idiomas (Know How) está sendo introduzido o estudo do inglês no processo Lamt. Três bibliotecas estão em fase de implantação: uma interna e específica para a área multidisciplinar esportiva, outra virtual no site da Lamt e uma terceira em parceria com o projeto Roda Livro aberta a comunidade. 

A missão do Instituto Lamt é ser uma escola. Escola Lamt. Formando campeões para a vida

Tênis no mundo e o Mundo do tênis

Voltamos, temos um número um no Tênis Mundial!!!

Postado em:

Olá meus amigos, o assunto mais discutido no mundo do tênis é o retorno incrível de Federer e Nadal nesse ano.

Federer dominou o circuito nas quadras duras (piso asfáltico) e de grama. Já Nadal reinou no saibro e disputarão a liderança do ranking mundial com Murray e Djokovic. O chamado “Big Four” voltou ao circuito e ocupam as quatro primeiras posições do ranking mundial.

O que os fez voltar tão fortes é o grande tema do momento. Todos nós sabemos que determinação, foco e trabalho duro já fazem parte do “cardápio” desses gênios, mas o que pode haver de mais novidade?

A primeira foi a introdução de novos treinadores na equipe técnica. Federer inseriu Ivan Lubicic, ex-tenista profissional croata que chegou a ocupar o número dois do ranking da ATP.

Por sua vez, Nadal buscou o auxílio de Carlos Moya, ex-tenista profissional espanhol que ocupou a liderança do ranking da ATP.

A segunda novidade foi a alteração nos golpes de backhand. Tanto Federer quanto Nadal tornaram esses golpes mais ofensivos.

E não paramos por ai!

A terceira foi a superação das lesões que os incomodavam ou mesmo os afastavam das competições.

A quarta é advinda da equipe multidisciplinar (preparador físico, fisiologista, fisioterapeuta, psicólogo, nutricionista, etc) que hoje atende um tenista profissional e o torna capaz de ter uma longevidade competitiva. Só para lembrar, ambos estão com mais de 30 anos, sendo que Federer está com 35 anos.

O fato é que o tênis, com esses dois jogando, é como ter de volta Jordan e Pelé no esporte. 

Neste espaço eu também não poderia deixar de mencionar a campanha fantástica do tenista brasileiro Marcelo Melo, que nas duplas conquistou o título de Wimbledon e passou a ocupar a liderança do ranking de duplas da ATP. Voltamos, temos um número um no Tênis Mundial!!!

Tênis de Franca e região para o mundo!

Postado em:

O francano da equipe de rendimento Lamt, www.lamt.org.br, Zack Miron Mendes da Silva, embarcou nesta semana para representar o Brasil na disputa do Sul Americano, categoria 12 anos. Cada equipe/país é composta de três atletas. Com isso o tênis de Franca tem, pela primeira vez na história, um representante na seleção nacional.

Atualmente o Instituto LAMT realiza a massificação do tênis em Franca em três polos, UNIFRAN, Pastoral do Menor e AEC Castelinho, e expande as atividades para a cidade de Pitangueiras com a inauguração de novo polo no dia 12.05.2017. Para 2018, o Instituto LAMT projeta atender duas mil crianças em quatro cidades da região.

No dia 19 de maio, o Instituto Lamt inicia a execução do Projeto “Etapas da Lamt” aprovado junto ao Ministério do Esporte pela Lei de Incentivo ao Esporte. A 1ª etapa será na sede da LAMT que receberá, no primeiro final de semana, as crianças do Tennis 10, em especial, aquelas vinculadas aos nossos projetos sociais e de nossos parceiros, como o Jovem Tenista de São Joaquim da Barra.

Na foto o atleta Zack acompanhado do treinador da Confederação Brasileira de Tênis, Flávio Rosa Jr.

Notas rápidas: Rafael Nadal depois de vencer na sequência os torneios de Mônaco, Barcelona e Madri, disputados no seu piso predileto (saibro), desponta como franco favorito para Roland Garros e para se tornar o novo nº 01 do mundo, de novo !

Notas rápidas: Federer treina em quadras públicas na Suíça: “Me deixa com os pés no chão”.

http://globoesporte.globo.com/tenis/noticia/federe...

Novidades no processo de transição do tênis juvenil para o profissional

Postado em:

A ITF (Federação Internacional de Tênis) sediada em Londres, já anunciou uma profunda alteração em seus circuitos profissionais que será implantada a partir de 2019. A mudança afeta diretamente a situação dos atletas em transição do juvenil para o profissional.

Normalmente, esses jogadores disputam os torneios denominados de nível future que pagam prêmio em dinheiro. A proposta foi precedida de um profundo estudo e colheita de dados entre os anos de 2001 e 2013. Há uma estimativa da ITF de que existam cerca de 14 mil tenistas participando de torneios profissionais.

A alteração objetiva reduzir o número de tenistas no circuito para aproximadamente 750 homens e 750 mulheres (1.500 somados), tornando a divisão da premiação mais robusta e a permitir que os que permanecerem nesse grupo, diminuído em quase 90%, que possam ser realmente profissionais do tênis.

Os torneios antes denominados de future deixarão de oferecer dinheiro ou pontos nos rankings da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais e WTA (Associação das Tenistas Profissionais). Serão criados torneios regionalizados na"Transition Tour" que oferecerá pontos em um ranking de entrada da ITF que será utilizado para que os atletas possam participar de torneios grandes (ATP e WTA).

Há também por trás da medida, a tentativa de eliminar a presença das casas de apostas nos torneios futures onde os jogadores estão mais expostos em função de ainda estarem em busca de uma estrutura financeira.

É uma medida dura, transformadora, mas que busca proteger e profissionalizar ainda mais o esporte.

As consequências para o Brasil?

Difícil prever!

Para quem quiser conhecer o estudo que motivou a alteração aqui vai o link:

http://www.itftennis.com/media/194256/194256.pdf

Notas rápidas:

1 - O veteraníssimo Roger Federer não para de vencer torneios!!! Agora foi o 2º Master 1000 do ano – Miami. Dá-lhe Federer, de novo!

2 - O atleta francano Zack Mendes (foto) na premiação da 1ª Etapa do Circuito Nacional Correios disputada no mês de março em Curitiba – reeditando a final do Banana Bowl de 2017 com o gaúcho Gustavo Tedesco.

Após Workshop sobre Leis de Incentivo, Franca terá Conselho do Esporte

União em prol do Esporte é fundamental neste momento!

Postado em: - Atualizado em:

No dia 15 de março foi realizado o Workshop no auditório da ACIF que teve as presenças de José Cândido Muricy, Diretor Geral da Lei de Incentivo Federal, e de Marcelo Rezende (co-autor da Lei de Incentivo Estadual).

Auditório lotado, 30 cidades representadas por secretários municipais, entidades esportivas, representantes dos legislativos municipal, estadual e federal. Ao final, a conclusão a que chegamos é de que é preciso unir forças, organizar em conjunto o esporte na cidade, tornando mais factível a obtenção de recursos de outras fontes para o desenvolvimento das atividades esportivas. Fazer como disse Cervantes em Don Quixote: Quando se sonha sozinho é apenas um sonho. Quando se sonha juntos é o começo da realidade.

Temos presenciado a dificuldade vivenciada pelas entidades do Terceiro Setor, em especial as do esporte, em adaptar-se as novas regras da Lei n. 13.019/2014, agora em vigor para os municípios, e também do próprio Município, para realizar os chamamentos públicos de acordo com essa nova, rigorosa e abrangente diretriz. As entidades esportivas da cidade preenchem lacunas e em parceira com o Município otimizam a prática esportiva. São fundamentais e estão em sintonia com o movimento nacional de, digamos, Parceria Público Privada que hoje busca, por exemplo, transferir à iniciativa privada a gestão de parques ou instalações públicas, o que é comum fora do país.

O momento vivenciado em Franca é muito propício para a Criação de um Conselho Municipal do Esporte, caminho já percorrido por muitas cidades. Em linhas gerais, um Conselho atua para fomentar e auxiliar no exercício da política pública de esporte no Município. Normalmente é criado por lei, o que o legitima mais. Sua composição, como órgão paritário entre a sociedade civil e o Poder Público varia bastante de uma cidade para outra adequando-se a realidade local. Para a cidade de Franca – dando quem sabe um pontapé inicial – sugeriríamos a seguinte composição:

1- Presidente da FEAC;

2- Diretor da Divisão de Esportes;

3- Secretário de Educação;

4- Representantes do Legislativo;

5- Representantes das entidades esportivas (associações civis sem fins lucrativos);

6- Representantes de clubes esportivos;

7- Representantes das associações comerciais e da indústria.

Vamos criar um Conselho Municipal do Esporte!!!

Notas rápidas: o veteraníssimo Roger Federer mostrou que vencer o Grand Slam Austrália Open não foi apenas um sonho de verão, conquistou na semana passada o 1º Master 1000 do ano – Indian Wells.

Dá-lhe Federer!

Workshop discute Leis de Incentivo ao Esporte

Evento que acontecerá em Franca receberá representantes dos governos Federal e Estadual

Postado em:

Buscando compartilhar com a comunidade as informações sobre esse mecanismo fundamental de fomento ao Esporte, a LAMT e o Instituto Tênis estarão realizando com o apoio e na ACIF-Franca um Workshop com as ilustres presenças do Diretor Geral da Lei de Incentivo Federal do Ministério do Esporte - José Cândido Muricy e do Secretário Adjunto da SELJ e Presidente da Comissão de Análise e Aprovação de Projetos (CAAP) - Silvio Garcia Junior.

O evento vai acontecer na quarta-feira, dia 15 de março, às 17h, no auditório da ACIF.

Entre os temos em discussão estão a elaboração de projetos e convênios, captação de recursos pela Lei de Incentivo, responsabilidade social do gestor público e apoio ao esporte e lazer.

Mais informações pelo telefone: 16-3703-0000​

Gestão, Leis de Incentivo ao Esporte e Novo Marco Regulatório das ONGs

Postado em: - Atualizado em:

No planejamento estratégico de um projeto esportivo é imprescindível buscar recursos através das chamadas Leis de Incentivo ao Esporte. O sistema de incentivo é concebido a partir de renúncia fiscal (Imposto de Renda e ICMS) - o patrocinador deixa de recolher o imposto e o transfere para o projeto aprovado pela entidade (ONG). Em âmbito federal a disciplina do programa é estabelecida pela Lei 11.438/2006 (http://www.esporte.gov.br/index.php/institucional/secretaria-executiva/lei-de-incentivo-ao-esporte) e em âmbito estadual através do Decreto Estadual n. 55.636/2010 que regulamentou o artigo 16 da Lei 13.918 (http://www.selj.sp.gov.br/?page_id=78). Importante dominar o conjunto de regras para viabilizar a apresentação de projetos incentivados junto ao Ministério do Esporte e a Secretaria de Esporte, Lazer e Turismo do Estado de São Paulo (SELJ). Comum e recomendável às entidades do terceiro setor (proponentes) buscar o auxílio de empresas especializadas para a montagem dos projetos. Em regra, toda ação esportiva (equipe de competição, obras de infraestrutura, etc) pode ser encaixada em um projeto incentivado. É possível obter recursos, por exemplo, para a execução de projetos de massificação (social) - como o do Instituto Tênis/LAMT via renúncia de ICMS aprovado junto à SELJ e que contou com o patrocínio da Vivo, Raizen e Usina Alta Mogiana – ou de torneios (eventos) como o do Circuito LAMT aprovado junto ao Ministério do Esporte via renúncia fiscal de Imposto de Renda tendo como patrocinadores a Usina Alta Mogiana e a Bio Soja. Essencial que a entidade do Terceiro Setor esteja adaptada as novas regras da Lei n. 13.019/2014, agora em vigor para os municípios e que tem sido denominada de novo marco regulatório das parcerias das Organizações Não Governamentais com o Poder Público. Agora, há necessidade, por exemplo, da publicação de editais para estabelecer a concorrência, da comprovação de três anos de atividade na área em que se pretende estabelecer a parceria, e ainda se houver o oferecimento de contrapartida pela entidade o projeto por ser mais abrangente deve ser considerado mais eficaz na linguagem da lei. O Município de Franca ao criar a Feac (www.feacfranca.sp.gov.br) através da Lei N° 6334 de 07 de Março de 2005 possibilitou às entidades esportivas a oportunidade de, em parceria, gerir projetos. Ao abrir o chamamento público, possivelmente, já contemplará as novas regras da Lei Geral de Convênios.

Notas rápidas: Nesse final de semana no Brasil Open (ATP 250) realizado no Clube Pinheiros em São Paulo, a dupla André Sá/Rogerio Dutra - que estiveram em Franca há muitos anos atrás jogando um Torneio Future Profissional - sagraram-se campeões de duplas. O tenista Bruno Soares que faz parceria com o irmão do Andy Murray (n. 01 do mundo) venceu o torneio de Acapulco (México) ATP 500 disputado no último final de semana.

Conhecendo o Circuito Infanto Juvenil de Tênis Nacional/Internacional

Talentos de Franca entre os melhores do Brasil.

Postado em:

​O ranking nacional infanto-juvenil é formado a partir da disputa de torneios com vários níveis de pontuação. O Circuito é formado desde torneios da série G4 (pequenos torneios regionais), passando pelos de nível G3, G2, G1 (nacional e internacional), GA correios (patrocinador oficial da Confederação Brasileira de Tênis) e finalmente os torneios de nível GA internacional.

O Banana Bowl e o Torneio Internacional de Porto Alegre são os que mais pontos oferecem e por isso são os mais conhecidos. Vários jogadores de sucesso no tênis profissional estiveram no Brasil disputando esses 02 (dois) torneios como por exemplo, Ivan Lendl (TCH), Gabriela Sabatini (ARG), John Mcenroe (USA), Gustavo Kurten (Guga – BR), Andy Roddick (USA), David Nalbandian (ARG), Jo Wilfried Tsonga (FRA), Del Potro (ARG) - www.bananabowl.com.br e www.campeonatointernacional.com.br.

Nesse ano de 2017 a cidade de Franca esteve representada nesses dois torneios internacionais realizados nas três primeiras semanas de fevereiro. O técnico da LAMT, Murilo Martiniano que esteve acompanhando os nossos atletas nas competições foi convidado para participar das reuniões da Confederação Sul Americana de Tênis (www.costa.org) realizadas durante os eventos e chegou trazendo novidades. Além da disputa do Sul Americano que ocorrerá no mês de maio ainda em local/país a ser definido, o Brasil (aqui a competição é por equipe e entre países) também participará, no mês de agosto, da Copa América (que conta com a participação dos EUA e México). São convocados três atletas por categoria (12, 14, 16 e 18 anos) para representar o Brasil nessas competições.

O atleta da equipe LAMT/Instituto Tênis Franca, Zack Mendes, obteve resultados expressivos nas competições desse inicio de ano, sendo finalista tanto do Banana Bowl, disputado em Caxias do Sul-RS, como no Torneio Infanto-Juvenil de Porto Alegre, evento realizado através da Lei de Incentivo ao Esporte Federal do Ministério do Esporte com os patrocínios da Gerdau e Itaú.

Técnico Murilo Martiniano e o atleta Zack Mendes.

As partidas disputadas na quadra central do Clube Sogipa tiveram transmissões ao vivo pelo site www.tenisvirtual.com.br, o que permitiu especialmente aos colegas de escola, professores, técnicos e amigos do atleta acompanhar a final do torneio. Na transmissão acessível mundialmente também houve menção a nossa cidade de Franca.

Para quem quiser mais informações sobre o Circuito Infanto Juvenil Nacional/Internacional é só entrar em contato: [email protected].

Até a próxima !!! 

Tênis, ONGs e parcerias Público/Privadas; Unidos para fazer mais e melhor!

Um real incentivo ao esporte a formação de cidadãos.

Postado em:

​No último artigo mencionamos a importância de construir parcerias para viabilizar os objetivos sociais de uma organização não governamental. A própria LAMT nasceu de parcerias envolvendo clubes, professores de tênis, prefeituras, empresas com olhar social e tenistas voluntários. (www.lamt.org.br/parceiros.asp).

E seguindo essa linha, assinamos recentemente um Termo de Cooperação com a Universidade de Franca (www.unifran.edu.br)  que proporcionará a execução do projeto de massificação LAMT/Instituto Tênis que visa a difusão da modalidade e o desenvolvimento humano através do tênis. As aulas e os equipamentos serão oferecidos gratuitamente dentro da estrutura da universidade e abertas à comunidade. É o Tênis para a comunidade.

O projeto de massificação do Instituto Tênis (www.institutotenis.org.br) vem se expandindo para vários núcleos no Brasil e objetiva atingir 500 mil crianças no prazo de 20 anos. Em Franca, somos um núcleo do Instituto Tênis e abriremos vários polos para oferecer o aprendizado inicial do tênis. Na sede da LAMT (núcleo de recepção) ofereceremos a oportunidade de desenvolvimento para as crianças que forem selecionadas. O projeto objetiva a formação de cidadão através do esporte e também a geração de talentos para o Brasil. Tênis é igual a cidadania, saúde e esporte!!

Voltando a festejada parceria com a UNIFRAN ela abarcará os alunos do curso de educação física em todas as atividades desenvolvidas pela LAMT (eventos, massificação e rendimento) e também a promoção de simpósios, palestras, cursos de treinamento e capacitação de recursos humanos. É o tênis na universidade!!

Além disso a LAMT terá acesso ao laboratório de fisiologia do exercício para a realização de testes físicos e poderá ser atendida por outros serviços especializados ofertados pela UNIFRAN à comunidade nas áreas das Ciências Humanas e Saúde, como por exemplo, psicologia, fisioterapia e nutrição. Tênis e multidisciplinariedade!!

Estamos construindo parcerias com outras organizações não governamentais que tem os mesmos objetivos da LAMT. Uma delas é o Instituto Cidadania Através do Esporte (Instituto CADES – www.facebook.com/cades/) que realiza na cidade/escola que visita um evento de 03 dias composto de festival de tênis para as crianças, capacitação de professores e entrega de material esportivo para o ensino do tênis infantil. Outra é o Projeto Bom na Escola Bom no Tênis (www.facebook.com/ProjetoBomNaEscolaBomNoTenis/). Esse último foi idealizado pelo magistrado mineiro Rowilson Garcia na cidade de Estrela do Sul em 2010. Foram construídas seis quadras de tênis de saibro na praça central da cidade com oferta também de outras atividades (playground, voley de praia, etc) em uma área de 40 mil metros quadrados, semelhante ao nosso Poliesportivo.

As crianças do projeto viajam para competir se tiverem bom aproveitamento escolar. O projeto agora se expande para as cidades de Uberlândia e Araguari. Tênis e parceria com o Poder Público Municipal proporciona oportunidade de vida!!

Destaque da semana:

O atleta da equipe de rendimento da LAMT/Núcleo Franca Instituto Tênis, Zack Mendes, conquistou no dia 12/02, em Caxias do Sul-RS, o vice-campeonato do Banana Bowl (www.bananabowl.org.br) na categoria 12 anos, torneio em que foi campeão no ano de 2015 e vice-campeão em 2014. Parabéns Zack e equipe de Franca!!

Na foto abaixo o registro da assinatura do Termo de Cooperação entre a Universidade de Franca e o Instituto Lamt.

Sentados da direita para esquerda:  Pró-Reitora de Extensão UNIFRAN, Elisabete Ferro de Sousa Touso, Reitora UNIFRAN, Profª Drª Ester Regina Vitale e Márcio Henrique Mendes da Silva, Presidente do Instituto LAMT. Em pé da direita para esquerda: Roberto Lage, Conselheiro do Instituto Tênis, Prof.a Dra. Luciana Moreira Motta Raiz, Coordenadora da Educação Física da UNIFRAN, Douglas Collani Rodrigues, Coordenador Técnico da LAMT e Coordenador Regional do Projeto de Massificação do Instituto Tênis.