Qual seu último desejo?

Postado em:

Tive um dia daqueles bem movimentado e interessante, cheio de adoráveis surpresas e encontros. Fui visitar uma médica a trabalho e aguardando ela terminar de atender um paciente acabei brincando com uma linda menina de dois aninhos e papeando com a mãe e os avós dela por alguns minutos enquanto esperava. Assunto vai e vem, e ela me conta uma história triste, porém interessante, a pediatra da menina havia falecido há uma semana e ela teve que procurar outro médico para continuar com um tratamento que a meninas estava fazendo, e por isso estava ali.

A parte triste era que a médica tinha seus quarenta e poucos anos, mas com muito estudo e trabalho conseguiu conquistar não somente um patrimônio, como pacientes de todas as idades e poderes aquisitivos que a queriam muito bem e demonstraram isso até o seu último adeus. Ela morreu fazendo aquilo que amava, trabalhando, doando seu conhecimento para curar enfermidades. Ela fez da melhor maneira que podia, assim a moça me contou, porque ainda tinha o prazer de trabalhar com ela. Comia certo, fazia exercícios, tinha uma vida regrada, mas um aneurisma fez ela se despedir desse plano.

Me contou também que todos que eram próximos a ela, estavam sentindo a felicidade que pairava no ar, porque ela finalmente havia conseguido comprar um carro que sonhou por anos. E ela havia emplacado o carro um dia antes de partir. Assim como ela, tenho muitos amigos e familiares que tem esse sonho, um carro, de um modelo X, cor tal e só de pensar em dirigi-lo com os vidros abertos e uma bela música tocando no rádio já aparece um sorriso maravilhoso nos lábios. Porque ter sonhos é o que realmente move a vida, independente se eles envolvem dinheiro ou não. E realizá-los é o que nos faz abrir os olhos a cada manhã!

Algumas marcas de carro sabem explorar isso uma forma interessante e perspicaz, e foi o que fez a Lamborghini em junho deste ano. A marca italiana resolveu usar sua principal característica, a sofisticação e lançar um perfume. A fragrância foi desenvolvida aqui no Brasil em parceria com a ‘Passion Perfumes e Cosméticos’, traz notas olfativas amadeiradas e aromáticas, que resultam em uma combinação intensa, moderna e poderosa.

Tem a assinatura do perfumista Leandro Petit da tradicional casa de fragrância Givaudan. Ela foi inspirada em todos os códigos de quem dirige uma das máquinas mais velozes e desejadas do mundo. Suas notas de saída tem explosão de impacto como Limão Siciliano e Sálvia da França. No corpo as notas de Lavanda Francesa, Cardamomo da Guatemala e Artemísia de Marrocos que representam o design moderno e arrojado de um Lamborghini. Já as notas de fundo de Patchouli da Indonésia, Sândalo Australiano e Fava Tonka da Venezuela marcam a elegância e a força do perfume.

O frasco possui pintura preta e brilhante e uma aplicação do famoso logo da marca, representado pelo touro em dourado. Possui dois tamanhos, 100ml (preço sugerido, R$ 119,90) e 45ml (preço sugerido R$ 69,90), e chegará ao mercado nacional neste mês de Julho.

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.​

Apertem os cintos!

Postado em:

No Brasil e principalmente para os estudantes, julho é mês de férias. As famosas férias de inverno por aqui que encerram o primeiro semestre e nos dão um leve fôlego para continuar o ano. E particularmente, nada simboliza mais férias do que planejar viagens. Seja de carro, ônibus, avião, acampamento no quintal do vizinho, ta valendo qualquer opção para se divertir, descansar, relaxar e curtir esses 30 dias de folga na mente e no corpo da rotina que nos acelera durante o ano.

Para quem planeja férias internacionais, que vem se tornado cada vez mais acessíveis aos brasileiros, com direito a passagem pelo aeroporto e horinhas de espera pelo voo existe sempre uma certa ansiedade para visitar o famoso free shop ou duty free. A loja mais famosa da área internacional dos aeroportos do mundo todo que está livre de tributos, claro que existe um certo limite e tem que ser considerada uma quantidade considerada como bagagem, e não é recomendável para quem busca revenda de produtos. Mas para consumo próprio, em grande parte dos itens, é sim uma boa pedida. Os produtos normalmente comercializados nessas lojas são quase sempre de marcas mais caras,e e, portanto, nem sempre representam as melhores opções de preço. Mesmo com a redução ou com a ausência de taxas de impostos.

Dentre os produtos que normalmente são comercializados no Duty Free estão os vinhos e outras bebidas alcoólicas, que por muitas vezes, até costumam sair mais em conta do que os preços de adegas especializadas e de hipermercados brasileiros e são muito procurados pelos consumidores.

Um outro produto muito vantajoso financeiramente e procurados nesse famoso estabelecimento são os perfumes, que por serem normalmente muito caros por aqui, acabam fazendo muito sucesso entre os passageiros que passam pelo salão do embarque internacional. Quem resiste a pelo menos abrir alguns frascos e cheirar aqueles aromas incríveis, sejam lançamentos do ano ou os mais clássicos das marcas queridinhas mundiais. É quase como abrir aquelas revistas americanas com as páginas de propagandas de perfumes que você fricciona o pulso para ‘experimentar’ a fragrância. Você se encanta pela embalagem, cheira, experimenta, se delicia e até mesmo escolhe um ou dois como seus novos favoritos. Sensações inebriantes que nos deixam cheios de prazer e até com dor de cabeça, dependendo do tempo dentro do estabelecimento e quantidade de amostras experimentadas.

Seja como for a sua paixão pelos perfumes tenho certeza que mesmo se ainda não teve essa oportunidade, pode aguardar ansiosamente para quando tiver, porque mesmo se for só por curiosidade vale muito a pena. E uma dica interessante é ficar atento a catálogos e panfletos que recebe do Duty Free, você pode conseguir descontos exclusivos, promoções, brindes e amostras grátis. Vale a pena ficar de olho. Além de poder reservar produtos com mínimo de 3 dias de antecedência da viagem e no máximo 35 dias, garantindo as promoções vigentes no dia da reserva, apenas deve ter os dados de documentos de embarque em mãos. Guarde as dicas, selecione os melhores, aperte os cintos e tenha uma ótima viagem!

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.​

Ahhh o inverno!

Postado em:

Preguiça. Substantivo feminino com origem no termo em latim pigritia, é uma característica ou atitude que demonstra pouca disposição para o trabalho, ou aversão ao trabalho. Está também relacionada com negligência, indolência, mandrice, demora ou lentidão em praticar qualquer ação. Talvez a definição correta para tal palavra seja essa, para mim: inverno! Sim, a época do ano em que eu aguardava ansiosamente quando menina para acordar tarde e ficar o dia todo embaixo das cobertas assistindo TV, filmes, lendo, comendo, e não ter obrigações escolares e coisas do tipo. Eu nunca fui a louca por esportes (prefiro assistir), mas frio nunca combinou com meu metabolismo, tem cara de férias, de lazy day, de meias coloridas, cheiro de assado no forno, jazz, brisa fria na janela, pipoca com manteiga, pizza pra comer com a mão, amigos reunidos para rir da vida e claro, comer!

Nos dias de hoje eu continuo com a mesma ‘preguiça’, mas acordo cedo, trabalho o dia todo, mas me dou o prazer de ao menos nas noites me esbaldar com algo que eu amo: a arte de cozinhar. O frio nos permite de alguma forma essas perdições, sair da dieta, exagerar um bocadinho, mais glúten, mais lactose, mais tempero de mãe, de vó, de chocolate quente, de vinho tinto, de cheirinho de lenha na fogueira, de muito queijo e pouca complicação.

Inverno tem cheiro de brisa seca, de caldo quentinho, carne assada, pipoca estourando, filme novo, música antiga, fondue, frutas com chocolate...alías, muito chocolate! Cobertor de lã, canela, baunilha, caldinho de feijão, cabernet sauvignon, merlot, quietude na rua porque dentro das casas está sobrando calor humano. Que a gente não se esqueça nunca também do muito ‘calor’ que temos, e possamos dividir ao menos um pouquinho com quem lida de alguma forma com as temperaturas europeias que vem nos visitar nessa época do ano, que esse seja um inverno mais quente e menos ‘preguiçoso’ para mim e para você!

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Pula a fogueira Iaiá!

Postado em: - Atualizado em:

​Sempre foi minha segunda data comemorativa predileta, depois do Natal, claro! Quando o mês de Junho se aproximava o coração já batia mais acelerado, os foguetes e rojões já decoravam o céu, as bandeirinhas coloriam os salões, escolas, ruas, lojas, e as músicas já embalavam os passinhos mais frenéticos e animados. A festa junina está totalmente equiparada ao carnaval quando o assunto é festa brasileira, com a cara da nossa alegria, da nossa comida do nosso modo expansivo de ser e viver.

Sempre gostei de quermesses e festas de rua, e quando se misturavam com esse gostinho de festa junina, ficavam ainda melhores! Me lembro bem, o ano era 2006, e lá estava eu passando a tarde toda novamente descascando três sacos de milho, separando as palhas e deixando tudo limpinho para vender na Festa Junina do último ano do ensino médio. Voltava pra casa, vestia a blusa xadrez, a bota, amarrava as tranças, fazia as pintinhas e batom vermelho. Ao entrar no prédio já vinha aquele cheirinho de papel krepon da decoração, com as folhas secas, e a lenha queimando na fogueira. O milho cozinhando, o quentão e o vinho quente fervendo, o espetinho na brasa, os doces de amendoim, a pipoca estourando na manteiga, os estalinhos queimando no chão e nos pés, o sanduiche com pernil, o cachorro quente, maçã de amor...

É realmente impossível falar de festa junina, sem citar as milhares de memórias olfativas que essa festa traz em nossas recordações. Uma riqueza de misturas de alimentos e especiarias que deixaria qualquer perfumista confuso tentando adivinhar qual aroma ‘saborear’ primeiro. Sem contar as danças, as músicas, as roupas, o tempo frio e o aconchego da fogueira, o carinho dos correios elegantes, os beijos da famosa barraca do beijo, a primeira prisão da vida, as mesinhas de metal, as prendas, pescarias, trabalho animado nas barraquinhas. É puro amor e diversão! Como é bom construir lembranças e recordar bons momentos, como é bom criar memórias tão boas, e associá-las a cheiros e sabores que nos fazem reviver esses momentos ao longo da vida, e ter vontade de recriá-los a cada ano que se passa. Feliz São Pedro, que hoje é dia de festejá-lo!

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Joga fora no lixo

Postado em:

Segunda feira, pós descanso de feriado prolongado, a mente tranquila, mas o corpo demorando um pouco para acelerar, a gente levanta da cama 6h30, toma café, troca a as toalhas de banho, coloca para lavar dá uma geral na casa e resolve que é uma ótima ideia aproveitar o solzinho da manhã para secá-las na varanda de casa. Passado uma meia hora daquele cheirinho de roupa limpa adentrando a casa por conta do ventinho característico de fim de outono, um novo cheiro e um barulhinho de fogo queimando tomam a atenção. Saio na sacada e me deparo com o vizinho queimando uns restos de mato e papel e aproveitando que o vento não estava levando aquele cheiro e queimada para sua casa, e sim para meu prédio.

Eu realmente não consigo entender o porquê das queimadas, principalmente dessas que são propositalmente causadas por pessoas que não conseguem enxergar em sua volta, e que mesmo sendo um fogo que é apagado 20 minutos depois, ou até menos, causa um enorme desconforto e certos danos ao mundo. Poucos cheiros me causam tanta irritação, como o de queimada e o de lixo. Sim, se tem uma profissão a qual eu realmente valorizo é a dos lixeiros. Eles estão constantemente em contato com perigo, pois podem se cortar a qualquer momento e ainda por cima ficam horas e horas atrás daqueles caminhões inalando aquele aroma terrível! Eu realmente não tenho estômago nem para quando ele passa para recolher o aqui de casa, afinal ele vem arrastando todo o cheiro do lixo anterior, que os catadores ainda remexem e grande parte fica pelas ruas, uma profissão digna de reconhecimento e gratidão.

Mas e se o caminhão da coleta do lixo deixasse um aroma de frutas tropicais depois da coleta? Sim, isso já é realidade do outro lado do mundo. Na cidade de Takarazuka no Japão, a partir do mês que vem, além de ganhar estampas alegres e florais os caminhões também vão deixar aroma de frutas no ar. A empresa que desenvolveu essa tecnologia é bastante conhecida por lá, se chama ShinMaywa, ela é especializada em construir borading bridges (aquele túneis que levam as pessoas até os aviões no embarque) e também na fabricação de caminhões de coleta de lixo. Ela detém a patente do sistema que permite coletar e comprimir o lixo dentro do coletor, e o novo modelo tem um dispositivo que libera um spray sobre o lixo, neutralizando o odor fétido e ainda deixando um aroma de frutas por onde passar.


Esse caminhão chega ao mercado por 9 milhões de ienes. Eles esperam que outras prefeituras logo se interessem pela novidade, assim os funcionários poderão trabalhar com mais conforto, porque o odor fétido não impregna somente na roupa e no nariz, mas até mesmo na pele.  A população também agradece, afinal, é impossível não se incomodar com o cheiro a cada vez que o caminhão passa, o que piora muito no calor do verão. O aroma também será vendido em versão spray para o consumidor final, para que as pessoas possam usar em seus lixos domésticos.

Imagino que o cheiro do lixo seja resolvido daqui alguns anos pelas prefeituras de todo o mundo com essa brilhante ideia dos japoneses. Já o cheiro de queimada, precisamos estudar um pouco mais, talvez seja mais a parte da conscientização de não fazer do que evitar o cheiro em si!

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

A noite é um tesouro!

Postado em:

Antigamente o aroma era considerado apenas como uma ‘perfumaria’ da marca, um mero detalhe que não estava no topo de uma lista de prioridades. Hoje em dia, já é considerado quase indispensável e ainda por cima, muitas das vezes, é o ponta pé inicial para várias campanhas e ações de marketing. Como foi o caso do hotel Miramar, da rede mundialmente conhecida Windsor, em Copacabana no Rio de Janeiro.

Na semana do dia dos namorados, eles se inspiraram no clima romântico, e em parceria com a rede multimarca de beleza The Beauty Box trouxeram para as suítes a história de amor e sedução contada através das rosas em homenagem ao lançamento da fragrância La Nuit Trésor Eau de Toilette, da Lancôme. Durante o final de semana dos namorados, os quartos foram perfumados com a marcante e frutada fragrância e os welcome drinks tiveram a mesma inspiração e foram batizados de ‘Passion Nuit’. Até mesmo o jantar no restaurante Sá, do hotel,  ganhou toques especiais com um menu degustação completo e de sobremesa uma panna cota de chocolate branco, comporta de amora e coulis de tangerina.

Cada acomodação ganhou amostras especiais da fragrância, além de um voucher de desconto na compra de produtos Lancôme na loja online da The Beauty Box. O lobby e o rooftop do hotel, também ganharam ambientação especial e espaços onde os hóspedes puderam testar o lançamento e  curtir momentos de muito prazer e amor. As diárias saíram em torno de R$ 509,00 (fora taxas) incluindo café da manhã, o jantar foi cobrado à parte. Exclusivamente no dia 12 o café foi servido nas suítes.

Definitivamente os detalhes estão se tornando cada vez mais especiais quando se trata de criar experiências e favorecer o comércio em geral. As experiências sensoriais, possibilitam criar momentos únicos e inesquecíveis e ainda oferecer ao cliente algo personalizado e cheio de carinho. Vale a pena se inspirar nessas ações e se aprofundar criativamente nesse mundo das sensações!

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

A GENTE QUER É SER FELIZ!!

Postado em:

Cheiro de mato, de torta de maçã, domingo sem pressa, segunda com alegria, verão com praia, frio com vinho, pipoca com filme, vento no rosto, sorvete de limão azedinho, carro novo, grama recém cortada, peru assando, bebês pequenos, churrasco com os amigos, quentão em festa junina, frutas frescas, roupa de cama limpa, toalha fofinha pós banho, colo de mãe, abraço de filho, Paris na primavera, livro novo, livro antigo, carta manuscrita, prova impressa em mimeógrafo, pão quentinho no café da manhã, feijão feito na hora, rolha de vinho recém aberto, cloro de piscina em dia calorento, plástico de boneca, gasolina do posto, comida caseira, protetor solar, brigadeiro de panela, leite com açúcar queimado, estrada de eucaliptos, banheiro limpinho, café da casa do vizinho, prece verdadeira, mexerica direto do pé, banana com queijo e canela, camarão na beirada da praia...

O amor tem diversos cheiros, porque ele sempre te faz recordar coisas boas, o amor é a saudade permanente daquilo que está longe ou bem perto. É o cheiro que aparece quando o gás da paixão se dispersa nos trazendo para uma realidade tranquila. São os minutos sem pressa, os olhos brilhando, o coração disparado, as borboletas no estômago, a calmaria do silêncio, a sinceridade nos sorrisos, o batucar do coração. A música que tem cheiro e sabor. A companhia necessária, sonhos para o futuro, desejo do presente, visita inesperada, beijo de boa noite, mensagem de bom dia, lanche no meio da tarde, bilhete embaixo do travesseiro, dividir o guarda chuva, caminhar de mãos dadas, revelar segredos, multiplicar alegrias, fazer do comum extraordinário.

Porque o amor transforma qualquer momento em roteiro de filme, qualquer sorriso em propaganda de pasta de dente, qualquer cheiro em seu perfume predileto, qualquer música em primeiro hit da Billboard, qualquer dança em valsa parisiense, qualquer lanche em jantar pra dois na beira da praia, qualquer pequena lembrança demonstrada em ‘felizes para sempre’.

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Sinta o Otimismo

Postado em:

Considerada a principal plataforma de negócios do setor de cosméticos da América Latina, nessa última semana aconteceu a FCE Cosmetique, a única feira que abrange todas as etapas no desenvolvimento e produção de cosméticos, apresentando desde matéria-prima, embalagens, maquinários até acessórios, fragrâncias e serviços. Outro diferencial, é que ela sempre acontece após os maiores lançamentos de produtos na Europa. Ou seja, é um espelho para expositores e visitantes com palestras e profissionais renomados. Paralelamente, ocorre desde sua primeira edição, o Congresso Brasileiro de Cosmetologia, promovido pela Associação Brasileira de Cosmetologia.

Esse ano a feira chegou a sua 22ª edição que não só mudou seu local de exposição em São Paulo, abrindo espaço para pequenas empresas, startups e palestras sobre inovações técnicas e empreendedorismo além de uma ação inédita, uma atração chamada de ‘Sinta o Otimismo’. O objetivo é que o visitante sinta diferentes sensações baseadas em alegria, aconchego, liberdade e amor, estimulando os sentidos naturais do corpo e trazendo boas lembranças.

O corpo possui cerca de 25 milhões de células olfativas à disposição do ser humano, mas raramente temos a noção de sua importância. Desconectados da natureza, perdemos muito do nosso instinto natural. As grandes metrópoles com seu excesso de poluição visual, sonora e olfativa afetaram de forma agressiva muitos dos nossos sentidos. A importância das experiências multisensoriais, principalmente as olfativas, resgatam um pouco desse instinto. O olfato desperta sentimentos em vários níveis, desde rejeição como de prazer e felicidade, através de lembranças. O resgate desses sentimentos nos completa trazendo harmonia e equilíbrio, um ponto importante nos dias atuais diante de tantas solicitações, excesso de informação, e resgates diários que precisamos fazer para não perder nossa humanidade. Isso não é algo a se desconsiderar nos dias de hoje, pois já é provado que muito das doenças desenvolvidas no último século estão lincadas à perda do convívio com nossos instintos básicos.

O objetivo desse stand é exatamente esse, te reconectar com os mais básicos dos sentimentos, coordenando essa atenção com seus sentidos trazendo o maior nível possível de bem estar, e mostrando como o olfato pode proporcionar essa sensação de forma profunda. ALEGRIA, ACONCHEGO, LIBERDADE E AMOR, esses são os quatro sentimentos que são ressaltados nessa experiência e juntas as fragrâncias compõem o perfume da FCE Cosmetique, que será entregue no final da experiência. 

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

A história por detrás da estrela

Postado em:

Quando criança, o estilista francês Thierry Mugler era apaixonado por dança. Aos 14 anos já fazia parte do corpo de balé da Opéra National Du Rhin, na França e ao mesmo tempo em que trabalhava sua disciplina e expressão física, Thierry tinha aulas de design de interiores na Escola de Artes Decorativas de Estrasburgo, sua cidade natal.

A mistura entre os ensinamentos do ballet e do design é a grande responsável pelo sucesso de Thierry como estilista, foi dançando e estudando que Thierry se apaixonou por projetos incomuns, característica presente em suas criações tanto na moda quanto em perfumes. Em 1969, aos 24 anos, ele decidiu se mudar para Paris e foi na capital francesa que começou a desenhar roupas para uma pequena boutique local. Alguns anos depois lançou sua primeira coleção denominada Café de Paris. Ele reinventou o conceito da sedução em suas criações e foi rotulado como um estilista provocador.

O próprio Thierry se reuniu ao dono do Grupo Clarins para que pudesse começar a fundação da Maison de perfumes Thierry Mugler. O primeiro, e possivelmente mais famoso, perfume da marca foi Angel, criado em 1992 por Olivier Cresp, inspirado em memórias de sua infância. A marcante fragrância é considerada a primeira 100% gourmand (que remonta o cheiro de doces e sobremesas) com notas de mel, chocolate, baunilha, caramelo, patchouli e sândalo.  Ele mesmo já explicou que ele queria que esse perfume tivesse uma ressonância comum a todos, algo próximo da suavidade e da infância. Criando um contato tão sensual com esse perfume que a pessoa quase quisesse devorar quem ela ama. A presidente da marca então chamou o perfumista Olivier Cresp, depois que outros consultados acharam a proposta irreal, e disse que gostaria de um perfume que não seria testado com consumidores e fosse extremamente marcante, como se transcrevesse algo que possa ser comido. Que o plano deles era vender para somente 2% dos consumidores.

E assim foi feito após 600 experimentos, um perfume totalmente inusitado que a frase clássica ‘Ame ou odeie’ se encaixa perfeitamente. Ele criou uma nova categoria em notas olfativas, a oriental gourmand. O frasco em formato de estrela, azul celeste, talhado como um diamante e polido a mão  foi desenhado pelo ateliê Verreries Brosse com cuidado e custa uma pequena fortuna para ser fabricado, porque usa um molde rotativo até então nunca utilizado. Os símbolos sempre fascinaram o estilista, e foi a capa do livro publicado por ele em 1986, um verdadeiro símbolo em sua vida. O astro que guia, um refúgio, um anjo da guarda. Já o azul a cor do imaginário, do impalpável, do imprevisível. Uma personificação do céu, do infinito da imensidão.

E o mais novo lançamento no mundo das fragrâncias é uma releitura deste clássico, o Angel Muse, possui a mesma base mas com notas de creme de avelã e vetiver. O resultado é um perfume mais delicado, mas não menos impactante, num frasco oval com acabamentos metalizados que imitam uma pedra do solo de Marte.

Elegante, carismática e super glamourosa, sexy e única a ‘Angel’ que vira o rosto deste perfume é Jerry Hall, ex mulher de Mick Jagger. Anos depois quem toma seu lugar é sua filha, Georgia May Jagger, e que também é o rosto que faz esse novo lançamento que com certeza já é um sucesso reinventando essa fragrância incrivelmente única e cheia de história e detalhes arrebatadores.

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.

Da cabeça aos pés

Postado em:

Todos os dias conheço pessoas que ama ter uma marca assinada, quando se trata de perfumes, e quem já prefere usar uma fragrância cada dia, variar sempre. Não existe uma forma correta, mas aquela que te faça se sentir bem. Mas pensando naqueles que não abrem mão de sempre usar a mesma fragrância, a Guerlain, uma das mais antigas casas de perfumes, tem um lançamento super especial para o mês de junho.

O lançamento tem a ver com um dos grandes sucessos da marca, o perfume La Petite Robe Noire, o oriental baunilha lançado em 2012 assinado pelo perfumista Thierry Wasser. Depois da criação de uma linha de acessórios, que inclui uma bolsa projetada pela designer Delphine Delafon e um par de luvas de couro perfumado assinados por Agnelle, e do lançamento de uma linha de maquiagem, o perfume se associou à tradicional Mara francesa Le Coq Sportif para criar um par de tênis.


O lançamento será concomitante com a nova fragrância do La Petite Robe Noire, que será realizado em junho, vão lançar um par de tênis branco e preto, inspirado no modelo da marca esportiva que assina a criação, o Arthur Ashe, com o famoso vestidinho preto, símbolo do perfume, estampado em uma lingueta e o galo, símbolo da marca esportiva estampado na outra. A sola em borracha transparente terá lantejoulas prateadas. Junto com o par virá uma miniatura em cerâmica com a fragrância, que também poderá ser utilizada como pingente.


Digamos que oficialmente seria como usar uma fragrância da cabeça aos pés, o kit completo para os amantes da marca e desse perfume tão marcante e especial da Guerlain. Esse lançamento será uma edição limitada Le Coq Sportif x La Petite Robe Noire e estará disponível a partir de 29 de maio nas lojas da marca e em lojas selecionadas. O preço estimado será de 95 euros e estará disponível nos tamanhos 36 ao 41. Se você é um amante da marca e deste clássico da perfumaria, não pode perder esse lançamento!

*Esta coluna é semanal e atualizada às quintas-feiras.