Cocapec elege nova diretoria em assembleia com 400 cooperados

Assembleia Geral Ordinária também aprovou as contas do exercício de 2017 e destinação das sobras

Postado em: em Agronegócios

Na última quinta-feira, 22 de março, aconteceu a Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Cocapec, com a presença de aproximadamente 400 cooperados.

Pela ordem do dia, apresentou-se a Prestação de Contas do Exercício de 2017, acompanhado dos pareceres do Conselho Fiscal e Auditores Independentes, que foi aprovada por unanimidade pelo plenário.

Além disso, a AGO marcou o fim da gestão iniciada em 2014, composta por Maurício Miarelli (presidente), Carlos Yoshiyuki Sato (vice-presidente) e Alberto Rocchetti Netto (diretor secretário), que teve o foco no atendimento ao cooperado como seu principal objetivo, e que foi cumprido, conforme mostrou uma recente pesquisa de satisfação aplicada aos cooperados em que 71% declararam estar satisfeitos com a cooperativa.

A AGO elegeu por aclamação a única chapa concorrente que conduzirá a cooperativa no próximo ciclo (2018-2022). Os membros da nova diretoria são:

Carlos Yoshiyuki Sato – diretor presidente

Alberto Rocchetti Netto – diretor vice-presidente

Saulo de Carvalho Faleiros – diretor secretário

Também se definiu os novos membros para o Conselho Fiscal, que tem o mandato de um ano, e o Administrativo, que acompanhará a gestão durante 4 anos. Veja as formações pela ordem de votos:

Titulares Conselho Fiscal:

– Bruna Fernandes Malta

– Zita Cintra Toledo

– Juscelino Amâncio de Castro

Suplentes Conselho Fiscal:

- Hélio Hiroshi Toyoshima

- Murilo Rodrigues da Silva

- Juscelino Batista Borges

Titulares Conselho Administrativo:

- Divino de Carvalho Garcia

- Ismar Coelho de Oliveira

- Donizeti Moscardini

- Erásio de Gracia Júnior

- Cyro Antônio Ramos

- Mateus Henrique Cintra

Suplentes Conselho Administrativo:

- João Alves de Toledo Filho

- João Francisco de Souza

- José Henrique Mendonça

- Elécio Moscardini

- Gabriel Anawate

- Felipe Maciel Raucci

- Marco Aurélio Polenghi Pagliaroni

Em 2017, o ingresso operacional líquido (faturamento) foi de R$ 605.248.950,00. As sobras à disposição da AGO, depois das destinações estatutárias, foram de R$ 9.929.885,96. A proposta aprovada pelo plenário foi a do Conselho Administrativo, divididos da seguinte maneira: R$ 2.000.000,00 para o Capital Social (proporcional a movimentação do cooperado); R$ 1.000.000,00 em cheque (proporcional a movimentação do cooperado); R$ 6.929.885,96 para a Reserva Legal.


Artigos Relacionados