Cláudia Rodrigues retorna à Globo, após vitória judicial contra demissão da emissora

Justiça também garantiu à artista o direito de receber salários retroativos aos últimos 3 anos

Postado em: em Um Toque a +

Cláudia Rodrigues voltou a integrar o quado de funcionários da Globo. O retorno é fruto de uma vitória judicial da atriz contra a emissora, que a demitiu em 2013, após a revelação de que ela sofre de esclerose múltipla. Publicada em 3 setembro, a decisão da justiça também garantiu à artista o direito de receber salários retroativos aos últimos 3 anos. A empresa ainda pode recorrer. 


A comediante se apresentou à TV no dia 17. Nesta quarta, ela apareceu no Instagram da apresentadora Sônia Abrão segurando seu novo crachá. Em entrevista ao jornalista Daniel Castro, do site UOL, a empresária de Cláudia Rodrigues, Adriane Bonato, informou que ela passou por um exame médico admissional e um check-up médico completo para provar à Globo que está apta ao trabalho. 

Segundo informações do site UOL, no ato da demissão de Cláudia, a Globo havia se comprometido a continuar arcando com o plano de saúde da funcionária por mais alguns meses, em agradecimento aos serviços prestados. A carioca, no entanto, afirma que teve que pagar o tratamento de sua doença com recursos próprios e acredita que foi vítima de discriminação. 

Carreira

A trajetória de Cláudia Rodrigues na Globo teve início em 1996, no programa infantil Caça Talentos. Em 1999, ela passou a integrar o elenco do extinto Zorra Total, em que interpretou Ofélia, personagem que a projetou em âmbito nacional. Outro papel de sucesso da artista foi a empregada doméstica Sirene, tipo da comédia Sai de Baixo.  

Em 2004, auge de sua carreira, a atriz ganhou uma série própria: A diarista, em que, por quatro temporadas, interpretou a doméstica Marinete. 


Artigos Relacionados