Chegou o piano!

Postado em:

E de repente chega um MÓVEL novo na casa. Mas este móvel parece ter vida!

Ele faz som!

Ele parece ter imã: atrai as pessoas para perto dele!

Ele é tão simples num formato retangular e convencional mas causa um espanto...

Ele é robusto, pesado, mas transmite leveza!

Ele não pode ser arrastado, mas todos se arrastam até ele.

Ele não pode com umidade, então todos os cuidados para que ele não pegue friagem são providenciados.

Ele também não deve tomar sol porque sua madeira trinca...

Mais parece um bibelô... que pesa 300 kilos.

Não se deve comer perto do piano porque atrai formigas, baratas, que podem entrar no piano e começarem a se alimentar dos feltros que tem la dentro dele.

Ele não gosta de vasos com água em cima dele – até ouço ele dizer : Deus me livre!

Também não deve ser aparador ... porque pode riscar este móvel lindo...

Mas como adequar um piano?

O piano deve estar num local seco, arejado.

O piano não pode ficar em parede externa ou parede que faça divisa com banheiro

O piano deve ficar longe da parede  (as paredes mudam de temperatura e passam esta instabilidade para o piano)

O ideal para manter um piano afinado é controlar a temperatura do local onde ele se encontra – entre 18 e 22 graus, mantendo-a estável, a afinação dura mais tempo.

O piano deve ficar afastado da parede pelo menos 25 centímetros, para garantir que não está sendo afetado pela temperatura da parede, para facilitar limpeza, tudo isso garante o bom funcionamento dele.

É aconselhável colocar um tapete debaixo do piano para que ele não absorva a umidade do chão, seja qual for. Ressalva para pisos laminados que tem antes da placa laminada um plástico isolante térmico. Aí não precisa.

Para o pianista ou estudante de piano:

Uma banqueta retangular confortável e regulável é o ideal para não acarretar problemas de coluna, dores quaisquer de postura inadequada.

Um suporte para os pés, como aqueles usados para quem trabalha no computador, é aconselhável para quem vai estudar um bom tempo , mantendo sua postura correta, evitando também dores e desconfortos de qualquer espécie.

Colocar o piano num local silencioso, sem movimento da casa, preferencialmente que possa fechar a porta e estudar sem interferências, favorece a concentração.

Devemos lembrar que este móvel não é enfeite. É agora, parte da vida da casa, é um pedaço do ‘ corpo ‘ do músico, pois ele vai se expressar através dele.

A LIMPEZA:

O pianista deve lavar as mãos antes de tocar piano , para que as teclas estejam sempre limpas e livres de insetos.

As teclas devem ser limpas cuidadosamente com um pano seco muito levemente umedecido. Quando tiver teclas engorduradas, colocar‘ meia gota’ de detergente no pano seco e limpar tecla por tecla, e já ir retirando o detergente dela com outra parte do pano seco ou muito levemente umedecido e por fim passar pano seco. Não usar NENHUM outro produto , nem álcool, nem qualquer outro produto que não seja um pano muito levemente umedecido., para as teclas.

A madeira do piano deve ser limpa APENAS com pano de microfibra seco, que deve ser deixado ao alcance somente para ser usado no piano.

Os pedais também não aceitam produtos. Sempre o pano seco.

Sugestões: Pode-se colocar uma luminária em cima do piano , direcionada à partitura, para ajudar nos estudos.

Uma toalha de mão sempre deve estar do lado do piano, caso o pianista transpire e necessite enxugar as mãos, para não ficar molhando as teclas com o suor.

Novidades:

1. Fiquei sabendo esta semana que em Franca teremos Aula de Música DELIVERY – pelo professor Régis da Escola Quintal Do Poeta, meus amigos e colegas de profissão. Ele vai até os alunos que tiverem problema de locomoção. Ninguém mais tem desculpa que não tem como estudar um instrumento porque tem problema de locomoção. Aí está a grande chance!

2. Outra novidade é que eu como professora estarei trabalhando repertórios diversificados, de acordo com os pedidos do aluno e da família,para que os membros de uma mesma família possam tocar juntos e formarem suas bandas ou para que promovam mais reuniões familiares com seus instrumentos, um resgate familiar mesmo.

Todos sabem que alfabetizo pela música clássica, mas venho atendendo aos pedidos de músicas complementares ( ou em escola tradicional chamamos de paradidáticos) para promover o deleite familiar em torno do piano.

Esta coluna é semanal e atualizada aos domingos.