Casa da Memória Italiana em Ribeirão Preto oferece programação on-line

Devido ao período de isolamento, público pode fazer tour e participar do Cine Memória Itália virtualmente

Postado em: em Cidades

Construída entre 1923 e 1925, a atual Casa da Memória Italiana foi residência do casal de imigrantes Pedro Biagi e Eugenia Viel Biagi e seus filhos Elisa, Ida, Iris, Angela, Osônia a partir de 1941.

Desde então, recebeu moradores ilustres e quando virou equipamento cultural passou a ter sua programação aberta ao público. 

Entretanto, seguindo as determinações municipais e estaduais, o espaço está fechado para visitação presencial. Mas para fomentar a cultura, a agenda on-line está repleta de atividades.

Um exemplo é o tour virtual 360° pela casa. Pelo computador, o internauta consegue ter acesso aos principais cômodos e aos objetos com riqueza de detalhes e informações.

Também é possível assistir ao Projeto Memória Italiana – Vídeos Documentários com pesquisas e registros de memória oral das famílias italianas da região como Balbo, Biagi, Bonini, Gallo, Ometto, entre outras.

Ainda, é possível conferir as curiosidades do museu-casa dos imóveis pertencentes a ele, bem como as histórias de alguns moradores.

Uma atividade que todos podem participar de casa é o Cine Memória Itália, que tem a curadoria de Fernanda Stucchi e Fernando Trotta. 

Semanalmente, eles listam filmes disponíveis na internet e na sequência divulgam pelas redes sociais (@casadamemoriaitaliana) algumas reflexões sobre as produções italianas. Nesta semana, as indicações incluem: “Os Boas-Vidas” (1953) - 14 anos; “Noites de Cabíria” (1957) - 14 anos; "A Doce Vida" (1960) - 14 anos; "8½" (1963) - 12 anos; “Julieta dos espíritos” (1965) - 14 anos; e “A voz da lua” (1990) - 14 anos.

Para acessar esses e outros conteúdos e obter mais informações sobre a Casa da Memória Italiana acesse: www.casadamemoriaitaliana.com.br.


Artigos Relacionados