Brasil se consolida como o segundo maior mercado de podcasts em todo o mundo

Evento Spotify for Podcasters Summit reúne criadores de conteúdo e apaixonados por podcast no Brasil

Postado em: em Tecnologia

 Quase mil apaixonados por podcasts se encontraram, no início deste mês, em São Paulo, para discutir o desenvolvimento de uma indústria que não para de crescer. O Spotify for podcasters summit reuniu criadores de conteúdo, representantes de empresas de áudio e fãs do formato, no primeiro evento do aplicativo voltado para o tema.

De acordo com pesquisa do Ibope, 40% de usuários da internet no Brasil são também ouvintes de podcasts. E o país já é o segundo maior consumidor do formato, segundo dados do Spotify, atrás apenas dos Estados Unidos.

Com temas desde a parte técnica da produção de um podcast, passando pela "invasão" dos influencers, até um panorama mais amplo do mercado: a programação trouxe dicas para quem quer começar a produzir este tipo de conteúdo e também discussões mais aprofundadas sobre a economia do setor.

Mais do que entretenimento, o formato de podcast se configura como uma aposta segura, inclusive entre marcas que buscam novos jeitos de atingir consumidores. A monetização de podcasts foi um tema de destaque entre o conteúdo.

Alexandre Ottoni, do Nerdcast, conta que o podcast é rentável desde 2007, um ano após entrar no ar. Parte do sucesso se deve à popularidade do blog que originou o conteúdo em áudio, o Jovem Nerd, e que até hoje tem uma base de seguidores enorme. 

Já Camila Fremder, do É nóia minha?, conta que recebeu propostas de parceria para publicidade a partir do quarto episódio. A roteirista acha que o bom desempenho do podcast, entre ouvintes e anunciantes, é fruto de uma demanda pelo conteúdo trazido pela programa: uma conversa aprofundada sobre o tema da semana, que pode ir desde hipocondríacos até o dilema de quem quer se informar "sem enlouquecer". 

Os criadores ressaltam também a importância do podcast como forma de entretenimento e informação. "É mais que uma simples companhia enquanto as pessoas estão no caminho para o trabalho ou lavando a louça. A maneira como trazem notícias, contam histórias, fazem refletir ou melhoram realidades financeiras vai muito além", afirma Javier Piñol, responsável pelo Spotify Studios na América Latina, sobre as comunidades que surgem em torno dos podcasts.

Os participantes do evento puderam também conhecer algumas marcas e produtos que auxiliam na criação e divulgação dos podcasts. Audrey O'Clair, representante da Soundtrap (empresa que oferece gravação, edição e transcrição de áudio, além da hospedagem online), conta que a companhia surgiu para atender demandas de produtores musicais, mas que se adaptou ao mercado crescente de podcasts. Muitas das empresas presentes estão no processo de traduzir as funcionalidades para o português.

Entre os podcasters mais conhecidos e populares, estavam presentes Cris Bartis e Ju Wallauer, do Mamilos; Alexandre Ottoni e Deive Pazos, do Jovem Nerd, Ivan Mizanzuk do Projeto Humanos/Caso Evandro; Roberta Nina e Angélica Souza do Dibradoras/Oêa. A relação entre a música e o podcast foi realçada em um painel com Sorocaba, da dupla com Fernando, que falou sobre a produção de Isso é churrasco, programa com os bastidores da criação do novo álbum sertanejo.

O evento contou ainda com convidados internacionais, como Julia Kaplan, da Gimlet - maior produtora de podcasts do mundo, adquirida recentemente pelo Spotify. Para a executiva norte-americana, o segredo para um conteúdo de qualidade é unir pessoas boas de contar histórias com especialistas em áudio. 

O jornalismo também teve espaço no evento, com a presença de Renata Lo Prete, apresentadora de O assunto (Globo); Camila Olivo do Panorama CBN; José Orenstein e Conrado Corsalette do Durma com essa (Nexo); Emanuel Bomfim do Estadão Notícias; e Magê Flores e Rodrigo Vizeu do Café da Manhã (Folha de São Paulo), gravaram com a plateia e a presença de Mônica Bergamo uma edição especial do programa.

Este foi o primeiro evento voltado pra podcast que o Spotify realiza no mundo. O objetivo da empresa é se tornar líder mundial no mercado de música - e de podcasts. Atualmente, 500 mil desses programas já estão hospedados na plataforma.


Artigos Relacionados