Bolsonaro diz que Regina Duarte poderá trocar 'quem quiser' na Cultura

Presidente não disse quando terá a resposta da atriz. Mas que eles podem conversar nesta quarta-feira (29).

Postado em: em Política

​O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (28) que a atriz Regina Duarte terá liberdade para fazer as mudanças que ela quiser caso aceite assumir a Secretaria Especial da Cultura.

Regina foi convidada para assumir a pasta após a saída de Roberto Alvim, demitido por Bolsonaro após publicar um vídeo parafraseando um ministro da Alemanha nazista. 

"Para mim seria excepcional, para ela, ela tem a oportunidade de mostrar realmente como é fazer cultura no Brasil. Ela tem experiência em tudo que vai fazer. 

"Precisa de gente com gestão ao seu lado, tem cargo para isso, vai poder trocar quem ela quiser lá sem problema nenhum. Então tem tudo para dar certo a Regina Duarte", afirmou Bolsonaro ao chegar ao Palácio da Alvorada. 

O presidente não disse quando terá a resposta da atriz sobre o convite feito a ela. Mas informou que eles podem conversar nesta e quarta-feira (29).

Bolsonaro chegou na manhã desta terça em Brasília depois de uma viagem de quatro dias na Índia, onde participou como convidado do Dia da República. 

"Talvez amanhã [fale com ela]. Amanhã temos um encontro com os sertanejos, eu vou ligar para ela agora à tarde".

Sem citar nenhum caso específico, disse que Regina está se tornando alvo de críticas. "Ela está tomando pé da situação porque vira vidraça. Já um montão de coisa acontece, [tem que ver] se ela tem disposição realmente", disse.

Bolsonaro já teve dois encontros com a atriz desde que ela foi convidada para integrar sua equipe. O primeiro deles aconteceu no Rio e o segundo em Brasília, ambos na semana passada.

Após as reuniões, eles disseram que ainda estão em um "noivado" e que Regina está em período de testes para decidir se assumirá a pasta.



Artigos Relacionados