Banho no frio...

Postado em:

Um paciente de 88 anos, já velho conhecido, chegou todo agasalhado para a consulta.

La pelo meio da conversa ele disse– A senhora viu que geou no Paraná? Ontem nem tomei banho, de tanto frio... e nem hoje! 

Falei – Uai Sr Antonio, geou no Paraná e o Sr não toma banho aqui? Como é essa história? Não entendi ...

Ele deu risada e disse – Tomo mesmo não, to limpinho! Não abanei café, não varri quintal, não fui na roça, nem suei a camisa, pra que tanto banho? Banho gasta!

Como eu já sei que ele gosta de tomar umas e outras, sugeri: -Toma uma pinguinha pra esquentar antes do banho.

E ele – Bidu! A senhora é adivinha mesmo.Que receita pra lá de boa!  É justamente isso que tô pretendendo fazer quando chegar em casa, mas vou ficar só com a primeira parte, a da pinga. Hoje não tiro a roupa nem que o Bispo mandar.

Dia dos Namorados...

Postado em: - Atualizado em:

​Hoje, dia dos namorados, fui reler as  "Cartas de amor" do Fernando Pessoa, que tão humano quanto qualquer um de nós, um dia também namorou...

Cartas são coisas do passado, ultrapassadas, mas que, a mim, nunca vão deixar de instigar a imaginação. As do Pessoa, antes de lê-las pela primeira vez, fiquei fazendo conjeturas, do quão poéticas deveriam ser, e para minha surpresa, descobri que na verdade não são. 

Isso foi o que eu mais gostei nelas: a simplicidade e o desnudamento de um SER, que antes de ser poeta, amou; e nesse amor se igualou a todos os simples mortais que amam e sentem toda sorte (ou azar) de emoções contraditórias que possam caber num coração - alegria, tristeza, insegurança, coragem, medo, ansiedade, esperança, desilusão.Uma lista de sentimentos comuns a todos que já amaram um dia na vida. 

Quem ama sofre por pouca coisa e se agiganta com coisa menor ainda - um simples olhar distraído (da pessoa amada) é uma declaração de amor. 

Amar é sempre arriscado, pois pode dar certo, pode dar errado.

O amor nos deixa bobos, e nesse ponto a esperteza não leva vantagemporque amar é gostoso, uma das melhores coisas que há. Mas também é angustiante e sofrido, todo mundo sabe.

Do homem aos passarinhos, ninguém deseja estar sozinho... até o mais simples mendigo da rua, pode observar. Se para somar ou dividir, multiplicar, subtrair ou completar o que lhe falta - um par pra seguir a vida.

Quem tem e é feliz, hoje é o dia de comemorar... Hora de trocar presentes e flores, esquecer as farpas; fazer o dia do outro mais feliz.

Quem ainda não tem, deixa que o tempo se encarrega de arrumar... Um dia vem.

Para quem sofre, e sente a tristeza de uma paixão não correspondida, saiba que não está só nessa jornada. A maior parte das poesias de amor foram escritas com o sangue do autor... 

Para esses fica o alento de um trecho das cartas do Pessoa:

     "se a vida, que é tudo, passa por fim, como não hão de passar o amor e a dor e todas as mais cousas, que não são mais do que partes da vida? "

Juízes desajuizados...

Postado em: - Atualizado em:

Para mim a decisão dos Juízes que julgaram a Chapa Dilma-Temer foi uma grande decepção. Com tantas denúncias e provas sobre o uso da máquina administrativa e de dinheiro ilícito envolvido na Eleição passada o que mais seria necessário para que fossem condenados?

Esse tipo de acontecimento, que envolve interesses do povo, tratado de maneira tão decepcionante, geralmente ocasiona um grande mal estar nas pessoas, que sempre esperam que seus representantes cumpram a Lei da maneira mais balizada possível. Isso não ocorreu. Há quem discorde, não entendo porque. 

Apesar da grande decepção acredito piamente que existe uma outra Justiça, muito acima da dos homens e suas fraquezas de caráter - a Justiça Divina, do Universo, da Natureza, da Vida... cada pessoa nomeia do jeito que acha melhor! 

Essa Justiça não falha! Pode demorar um pouco mais, mas sempre vem! É a Lei da ação e reação! O Universo "conspira" em favor da ordem das coisas e não perdoa quem trabalha contra!

Quem faz, pra si faz! já dizia minha tão sábia sogra! 

O BEM e o MAL sempre retorna da mesma forma para quem o pratica! Alguém tem dúvida?

Real ou ilusório

Postado em: - Atualizado em:

​Estava eu, no sofá da sala, atenta a um filme que acabara de começar,  quando de repente uma sombra pequena me pareceu correr no chão, bem na frente da mesinha de centro onde eu estava com as pernas esticadas.

O susto foi grande, tanto que levantei de um supetão, com o corpo trêmulo e o coração saindo pela boca. Rato, besouro, barata, louva-Deus, ou o que quer que seja, eu que não ia ficar pra saber.. tenho horror dessas coisas, principalmente de baratas voadoras.

Fui pedir socorro. O marido veio, sonolento e meio a contragosto contando que na noite anterior ele havia tido a mesma impressão, mas desacreditando na própria percepção arrumou várias desculpas. Na dúvida fui na varanda buscar uma vassoura e um rodo,  arsenal necessário contra esse tipo de invasor.

Arrasta sofá pra cá, mesinha de centro pra lá, cortinas suspensas no alto... e nada.

Por mim ficaria procurando a noite toda,  mas quem tem pouco medo do que pode achar logo desiste...  “amanhã a empregada faz uma varredura, procura mais... Vamos por um pedaço de queijo como isca! Se amanhecer sumido é porque é um rato.”

Achei a idéia boa e fomos pra cozinha preparar. Ele pegou o queijo na Geladeira e cortou um pedaço, retirou as bordas, depois outro pedaço, fez o mesmo trabalho... e estranhando tanto capricho  falei : Uai, pra que retirar essas partes? Rato rói tudo! Ele deu uma risadinha sem graça, colocou um pedaço de goiabada no meio e unindo as três partes deu uma bela bocada e comeu... 

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

E a história continua nos dias seguintes...

O marido comeu o queijo mas também colocou as cascas no chão, como isca.

No dia seguinte o queijo tinha sumido, mas esquecemos de perguntar para a faxineira se ela tinha limpado...

A verdade apareceu no outro dia a tardinha - ultimo dia de vida de um ratinho que não foi esperto o bastante para se manter em segredo no anonimato. 

O Brasil foi assaltado...

Postado em:

            

​Um dia desses, num intervalo de atendimento do consultório fui ate a Feira livre na Praça do Cemitério comer um pastel. 
Aproveitei para comprar umas frutas, alguns legumes fresquinhos e um Tambaqui de 2 kgs para assar no domingo. Na barraca do frango caipira, que está cada dia mais caro, só tinha o semi (caipira falsificado), que segundo a vendedora, é quase, e vale muito a pena! 
Estava escolhendo um, quando do meu lado parou uma senhora idosa e perguntou o preço do menorzinho. Não carecia perguntar pois estava escrito, numa tabuleta disposta na frente de cada exemplar, de acordo com o tamanho : $ 22,00, 27,00, 32,00, 35,00! 
O que ela queria custava vinte e dois reais! 
Ela falou num tom meio baixo mas que dava pra todos ao redor escutar - Aahh se eu tivesse 22,00 reais eu comprava esse frango!
Ninguém comentou nada e ela balbuciou novamente as mesmas palavras, como se repetindo a frase fosse tornar o sonho realidade. Se eu tivesse 22.00 reais eu comprava esse frango! 
Ela não tinha jeito algum de quem costuma mendigar, mas acho que dessa vez precisava, e tinha esperanças que a dona da banca lhe desse o frango ou que alguém lhe comprasse. 
Fiz o que faria qualquer pessoa de boa vontade - dei-lhe os 22,00 e disse-lhe  "Agora a senhora tem! Pode comprar! "
Ela olhou para o dinheiro, meio sem acreditar que ia realmente ganhar, pegou e muito agradecida me deu um abraço e um beijo no rosto e contou ... 
-Sabem qual foi ontem o meu jantar? Um ovo com farinha! Aposentado é assim, chega no final do mes e acaba o dinheiro antes do mes acabar! Não dá pra nada...

Me deu muita tristeza e vontade de chorar! Que dureza chegar no fim da vida nessa situação! 
Mais tarde fiquei pensando no quanto os politicos brasileiros e seus comparsas - empresários, banqueiros e milionários desonestos e safados ludibriaram o povo.
Eles não roubaram apenas dinheiro! Roubaram sonhos, esperança, dignidade! Roubaram o emprego, a casa pra morar, a escola dos filhos, o plano de saúde e até a vida de muitos.
Enquanto eles falam em milhões e bilhões como se estivessem falando sobre centavos, por culpa deles pessoas simples e pobres passam necessidade do basico! Quantas benfeitorias poderiam ter sido feitas para o povo com todo esse dinheiro que nos roubaram. Culpados!  Que apodreçam no xadrez os Lulas, Aecios, Temers, Odrebechts, Joelcios e Cia ltda! 

E que todos os brasileiros que prezam a ética, o bem e a honestidade possam ser vigias das futuras gerações.

Incidente no aviao

Postado em: - Atualizado em:

Um dia me aconteceu uma coisa engraçada a bordo de um avião.
No momento do embarque, quando eu ja estava bem acomodada na minha poltrona, no corredor, uma passageira engarranchou o vestido de renda no botão do bolso traseiro da aeromoça. O vestido era curto e justo, com pouca elasticidade, de modo que o "grude" era grande. As duas se cruzaram no corredor, uma em direção ao fundo do avião e a outra em direcão contraria, e assim ficaram de tal forma coladas que mal podiam se mexer.

Muitos passageiros ainda estavam embarcando, e logo se formou uma fila enorme de gente descontente e aflita atraz das duas, que sem querer obstruiam a passagem das pessoas... elas tentavam de todo jeito se desvencilhar uma da outra mas estava dificil. 

Como meu assento era bem ao lado, tentei ajuda-las e desemaranhar as linhas, mas quê... mais facil um leigo fazer uma cirurgia que separar as duas!!

E o povo atras delas, se acumulando, nervosismo aumentando, a maioria sem entender o que estava acontecendo, doidos pra acomodar a bagagem e sentar tranquilos nos seus lugares...

A aeromoça certa hora surpreendentemente pediu: alguém tem uma faca aí? Todo mundo riu.. e se alguém tinha, nao se apresentou! 

Quando concluíram que nada daria jeito,  as duas foram se deslocando, lenta e desajeitadamente, grudadas e aos pulinhos para o fundo do aviao, lembrando aquelas irmãs siamesas que a gente nunca viu, mas ouviu falar....

De repente surgiu na "platéia" uma minúscula tesoura de plástico que apesar de delicada e frágil finalmente colocou um fim na historia e acabou com a esperança dos moços de ver as coxas da passageira! 

O pior de tudo foi a aeromoça, que,  ao invés de agradecer a gentileza, procurou a dona da tesoura e deu voz de prisão... "You are under arrested"! 

Será mesmo? Claro que não.

rs rs rs 
(mas tesoura é tesoura e é proibida em aviao! )


Ano novo, vida velha...

Postado em:

Primeira segunda feira do Ano de 2017 nos lugares onde se adota o Calendário Gregoriano (Ocidente). 

Estive lendo sobre marcação de tempo, Calendários... coisa bem complicada essa. Em geral eles se baseiam nos ciclos do Sol e/ou da Lua, que são os objetos celestes que mais chamam a atenção do homem. Existem algumas exceções como o Calendário dos Maias (2.000 a 1.500 AC) que além da Lua e do Sol, baseava-se também no planeta Vênus.  

Existem indícios que em eras pré-históricas,  já se preocupavam em contar o tempo de alguma maneira; e isso parece ser uma necessidade do homem, tanto como uma forma de orientação no tempo, organização de tarefas, como psicológicamente. Manter-se em um local onde não seja possível diferenciar dias e noites é insano.

Na Europa, há 20.000 anos, caçadores riscavam traços em pedaços de ossos e madeira, possivelmente contando os dias entre fases da Lua. Há 5.000 anos, os Sumérios tinham um Calendário bem parecido com o nosso, com um ano dividido em 12 meses de 30 dias, o dia em 12 períodos e cada um desses períodos em 30 partes. Há 4.000 anos, na Babilônia, havia um calendário com um ano de 12 meses lunares que se  alternavam em 29 e 30 dias, num total de 354 dias. Os egípcios também fizeram um calendário baseado nos ciclos lunares, mas depois notaram que quando o Sol se aproximava da "Estrela do Cão" (Sírius), estava próximo do Nilo inundar -  isso acontecia em ciclos de 365 dias. Com base nesse conhecimento eles fizeram um Calendário com um ano de 365 dias, possivelmente inaugurado em 4.236 AC. Essa é a primeira data registrada na história. Quando Cabral chegou ao Brasil,  nossos índios mediam o tempo pelos ciclos lunares.  

Mas o que muda realmente de um ano a outro?

Nada muda, exceto o ciclo que recomeça... de maneira mais ou menos previsível em cada regiao. A natureza tem suas surpresas, principalmente com a ação do homem, mas de maneira geral podemos dizer que tudo continua em seu devido lugar a seu devido tempo.

Mas cada um de nós pode e deve, psicologicamente, aproveitar esse recomeço de ciclo, para também fazer um recomeço, realizando alguns arranjos no cotidiano, mudanças de atitude em diversos setores, de forma a melhorar a qualidade de vida e ter melhor aproveitamento do tempo. Porque nosso tempo aqui é finito. Temos que aproveita-lo da melhor maneira possível!

Agora é a hora!



Sociedade distraida...

Postado em:

Nunca tive muito interesse em política. Provavelmente a maioria dos brasileiros também não... 

Seguíamos todos nossa vida pessoal, alheios aos acontecimentos governamentais, correndo atrás do dinheiro honesto e suado da labuta diária, pagando sempre em dia os encargos, taxas e impostos cada dia maiores para cobrir os rombos da má administração.

De repente, a crise, as denuncias de corrupção, a Lava-Jato, a queda de tantos políticos e empresários de grande sucesso e fama.

O país acordou.

Hoje em conversa com uma amiga mais entendida do assunto eu perguntava sobre o Renan... e lembrava - " antigamente ninguém prestava atenção ao que acontecia no Congresso, faziam o que queriam e a gente não tomava conhecimento. Agora o povo tá de olho..."

E ela : "pois é! Todo mundo estufava o peito e dizia - eu não gosto de política! Faziam o que queriam porque ninguém prestava atenção. Uma Sociedade distraída é igual "marido distraído": Leva chifre .. "


Como surgiu a abóbora iluminada no Halloween?

Postado em:

A vela na abóbora provavelmente tem sua origem no folclore irlandês.

Um homem chamado Jack, um alcoólatra grosseiro, em um dia 31 de Outubro bebeu excessivamente e o diabo veio levar sua alma. Desesperado, Jack implora por mais um copo de bebida e o diabo concede.
Jack estava sem dinheiro para o último trago e pede ao Diabo que se transformasse em uma moeda. O Diabo concorda.
Mal vê a moeda sobre a mesa, Jack guarda-a na carteira, que tem um fecho em forma de cruz.
Desesperado, o Diabo implora para sair e Jack propõe um trato: libertá-lo em troca de ficar na Terra por mais um ano inteiro.
Sem opção, o Diabo concorda.
Feliz com a oportunidade, Jack resolve mudar seu modo de agir e começa a tratar bem a esposa e os filhos, vai à igreja e faz até caridade.
Mas a mudança não dura muito tempo, não.

No próximo ano, na noite de 31 de outubro, Jack está indo para casa quando o Diabo aparece. Jack, esperto como sempre, convence o diabo a pegar uma maçã de uma árvore.
O diabo aceita e quando sobe no primeiro galho, Jack pega um canivete em seu bolso e desenha uma cruz no tronco.
O diabo promete partir por mais dez anos.
Sem aceitar a proposta, Jack ordena que o diabo nunca mais o aborreça.
O diabo aceita e Jack o liberta da árvore.
Para seu azar, um ano mais tarde, Jack morre, e em seguida tenta entrar no céu, mas sua entrada é negada.
Sem alternativa, vai para o inferno.

Chegando lá, encontra o diabo, o qual ainda desconfiado e se sentindo humilhado, também não permite sua entrada, e como castigo, o diabo joga uma brasa para que Jack possa iluminar seu caminho pelo limbo. Jack põe a brasa dentro de um nabo para que dure mais tempo e sai perambulando.
Devido à esse acontecimento, sua alma penada passa a ser conhecida como Jack O'Lantern (Jack da Lanterna).
Os nabos na Irlanda eram usados como "lanternas do Jack" originalmente, mas quando os imigrantes vieram para a América, eles descobriram que as abóboras eram muito mais abundantes que nabos.
Então começaram à utilizar abóboras iluminadas com uma brasa por dentro ao invés de nabos.

Por isso a tradição de se fazer caricaturas em abóboras e iluminá-las por dentro com uma vela na época de Halloween.

Segundo a lenda, quem presta atenção e consegue ver uma pequena luz fraca na noite de 31 de outubro, é porque conseguiu ver a passagem de Jack procurando uma saída do limbo em que está preso.

Dia das bruxas...

Postado em: - Atualizado em:

​Hoje, 31 de Outubro é o dia mundialmente conhecido como Halloween, dia das bruxas, festa típica dos países anglo-saxônicos, como Canadá, Reino Unido, Irlanda e Estados Unidos.

Segundo várias lendas, as bruxas se reuniam duas vezes por ano durante a mudança das estações: no dia 30 de abril e no dia 31 de outubro, chegando em vassouras voadoras para uma festa chefiada pelo próprio Diabo. Jogavam maldições e feitiços em qualquer pessoa, transformando-se em várias coisas e causando todo tipo de transtorno. 

A crença em bruxas chegou aos Estados Unidos com os primeiros colonizadores. Lá, elas se misturaram com as histórias contadas pelos índios norte-americanos e mais tarde com as crenças na magia negra trazidas pelos escravos africanos.

O gato preto é constantemente associado às bruxas. Há lendas que citam que as bruxas podem transformar-se em gatos e outras que dizem que os gatos são, na realidade, espíritos de pessoas mortas.

O dia das bruxas se infiltrou em nossas comemorações de forma tímida, pode ser vista em escolas de inglês, clubes, casas noturnas e shoppings de várias cidades, mas não adquire força expressiva, já que nem o folclore local é efetivamente comemorado.