Astro Johnny Depp acusa ex-mulher de de tê-lo agredido com dois socos no rosto

Antes disso, ele foi obrigado a indenizá-la em Us$ 7 milhões por acusações de violência doméstica

Postado em: em Um Toque a +

Cerca de seis meses depois de finalizar o processo de divórcio com a ex-mulher Amber Heard, em meio a alegações de violência doméstica contra a atriz,Johnny Depp resolveu acusar Amber de tê-lo agredido com dois socos no rosto depois que ele se atrasou para a festa de aniversário dela em 2016. De acordo com o jornal inglês “The Mirror”, o ator abriu um processo contra um jornal que o chamou de “abusador” e criticou sua escalação para o longa “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald”.

No processo, Johnny Depp anexou documentos em que relata que em abril de 2016, no aniversário de 30 anos de Amber Heard, a atriz começou a criticá-lo pelo atraso após os convidados saírem, ficou violenta, segundo ele por ter bebido, e acabou socando-o no rosto. O ator alega ainda que segurou os braços da ex-mulher, avisando que ia sair e pediu que ela não o seguisse.

Ao jornal, o advogado de Amber Heard negou as acusações dizendo que elas são “totalmente falsas”. “Só é preciso ler a recente matéria da revista Rolling Stone sobre o senhor Depp e o processo contra ele da parte de um gerente de locação, entre muitas outras notícias e processos para entender seu estado mental“, disse ele. Vale lembrar que após o fim do processo de divórcio do ex-casal, Depp foi condenado a indenizar a atriz em US$ 7 milhões, que foram doados para duas instituições de caridade: a American Civil Liberties Union, instituição que tem foco no combate à violência contra a mulher, e o Hospital Infantil de Los Angeles.


Artigos Relacionados