Após apresentar erro, projeto de Gilson volta à pauta dos vereadores

Sessão de terça-feira terá 14 matérias para discussão, sendo seis projetos de lei e sete moções de aplausos

Postado em: em Política

A Câmara dos Vereadores votará, na próxima semana, projeto de lei do prefeito Gilson de Souza (DEM), que altera o Código Tributário Municipal. No total, serão 14 matérias a serem votadas, sendo seis projetos de lei, um requerimento e sete moções de aplausos.

A alteração prevista pelo projeto visa definir a taxa referencial do Sistema de Liquidação e Custódia - SELIC - do Banco Central, como taxa de juros de mora incidentes sobre créditos tributários vencidos para com a Fazenda Municipal. ​

Há duas semanas, o projeto já havia sido apresentado, mas a base governista não deixou ir para votação e o mesmo acabou adiado por duas sessões, voltando agora à pauta.

A retirada aconteceu porque, segundo os vereadores, se fosse aprovado como estava, ocasionaria uma dupla tributação sobre os pagamentos a serem realizados pelos contribuintes de débitos com o município, como de impostos como IPTU ou ISS.


  • Ilton Ferreira, vereador do partido do prefeito e integrante a base do governo na Câmara

Artigos Relacionados