Após adoção de Titi, Giovanna Ewbank conta que sua visão sobre racismo mudou

Ela adotou a filha no Malawi, na África, e diz que hoje presta atenção nas questões raciais aonde vai

Postado em: - Atualizado em: em Um Toque a +

A atriz com o marido Bruno Gagliasso e a filha Titi (Foto: Reprodução)

Mãe da pequena Titi, que adotou no Malawi, na África, Giovanna Ewbank contou que passou a ver o racismo com outro olhos após a chegada da filha. A apresentadora falou sobre preconceito racial, em entrevista à revista “Cosmopolitan”, e contou que presta muito mais atenção nas questões raciais agora.

“Agora tudo mudou, isso fica o tempo todo no meu radar. Quando chego a um restaurante, não entro, sento e simplesmente como. Entro, vejo quantos negros estão sentados e quantos estão servindo as pessoas. Tudo ficou muito diferente depois que a minha filha chegou. Quero que todo mundo se dê conta do que é a questão racial no Brasil e no mundo”, explicou Giovanna Ewbank.

A mulher de Bruno Gagliasso contou que também mudou sua rotina e que passou a acordar mais cedo. “Ela me acorda me dando beijo e dizendo ‘Mamãe, mamãe, o sol nasceu!’ Nunca gostei de acordar cedo, sempre fui daquelas que levantam às 10h, 11h da manhã. E hoje pulo da cama às 8h feliz da vida”, revelou Giovanna Ewbank.


Artigos Relacionados