Antonia Fontenelle vira ré em processo movido por Felipe e Luccas Neto

A apresentadora vai responder a ação penal pelos crimes de calúnia, difamação e injúria

Postado em: em Um Toque a +

Antonia Fontenelle diz que nunca acusou os irmãos Neto de pedofilia

A 39ª Vara Criminal do Rio aceitou a queixa-crime feita pelos irmãos Felipe e Luccas Neto contra Antonia Fontenelle por ela ter publicado vídeo em seu Instagram em que associava os dois youtubers à incitação e à prática de pedofilia.

A apresentadora vai responder a ação penal pelos crimes de calúnia (cinco vezes), difamação (sete vezes) e injúria (três vezes).A informação foi divulgada pela colunista Fabia Oliveira, do jornal "O Dia", e confirmada pela assessoria do Tribunal de Justiça do Rio.

Em outro processo, os youtubers pedem uma indenização por danos morais no valor de R$ 200 mil (R$ 100 mil para cada um), uma retratação pública de Fontenelle e o pagamento dos honorários advocatícios, além da exclusão do vídeo.

A polêmica começou quando a apresentadora postou em suas redes sociais um vídeo de imagens retiradas da internet e editadas, no qual Luccas aparece supostamente simulando sexo oral em uma garrafa, enquanto Felipe brinca sobre lançar um "plug anal" com seu rosto. "Podemos chamar esse vídeo de incitação à pedofilia a olhos nus?", afirmou ela na ocasião.

Procurada, Fontenelle não se manifestou. Em junho, durante uma live, a apresentadora falou sobre assunto. "Eu não acusei ninguém e se vocês não sabem interpretar, eu não posso fazer absolutamente nada", disse. "Em momento nenhum eu disse que vocês dois são pedófilos, eu perguntei se esse vídeo era uma incitação à pedofilia."

A atriz e apresentadora reclamou de terem colocado no processo que ela é a autora do vídeo. "Vocês sabem que esse vídeo está rodando na internet, eu fiquei assustada com as pessoas assistindo a esse vídeo e eu postei (...) e pedi uma atenção para os irmãos Neto porque vocês trabalham com criança."

Por meio de assessoria de imprensa, Felipe Neto disse que ele e o irmão possuem, somadas, seis ações criminais contra Antonia Fontenelle "em razão das inúmeras ofensas praticadas pela mesma".

"Uma na 39ª Vara Criminal, uma na 34ª Vara Criminal, e quatro no 9º Juizado Especial Criminal (JECrim). As acusações feitas nas ações que tramitam nas duas varas foram aceitas pela Justiça, que instaurou processo contra Antonia Fontenelle. Quanto às ações do JECrim, a audiência foi marcada para o dia 9 de dezembro", informa.


Artigos Relacionados