ANP endurece mais na fiscalização de abusos nos preços dos combustíveis

Diante de denúncias de preços abusivos, a ANP faz ações de campo para confirmar essas suspeitas.

Postado em: em Economia

A ANP segue endurecendo e atenta às denúncias de preços abusivos dos combustíveis praticados em todo o País.

“Os preços são livres, por lei, em todas as etapas da cadeia: produção, distribuição e revenda”, diz a agência.

De acordo com a ANP, os preços são liberados em todo Brasil desde 2002. 

As variações são normais (o contrário é que seria preocupante, sinalizariam um forte indício de cartel). 

Os preços variam devido a vários fatores, como impostos (principalmente o ICMs que é diferente nos estados), logística e custo das empresas.

Diante de denúncias de preços abusivos, a ANP faz ações de campo para confirmar essas suspeitas. 

Quando constata a prática de preços abusivos, a Agência atua em conjunto com os Procons para penalizar os infratores.

Vale destacar que na segunda-feira, com a alta nos preços do petróleo em consequência dos ataques de drones na infraestrutura petroleira da Arábia Saudita, a Petrobras anunciou que não faria qualquer alteração nos preços.

Portanto, o preço abusivo deve ser denunciado.


Artigos Relacionados