Alistamento obrigatório é unificado e passa a operar online em todo o País

Candidatos se alistam online, mas ainda permanece a opção de procurar a Junta Militar

Postado em: em Cotidiano

O alistamento militar das Forças Armadas passará a ser feito em uma plataforma on-line, com todas as fases de recrutamento previstas em um sistema eletrônico

Pela internet, os candidatos poderão fazer o alistamento, mas ainda permanece a opção de procurar uma Junta Militar. Nessa etapa, os jovens indicam em qual força preferem prestar o serviço militar.

Na maioria dos municípios brasileiros, como ocorre na região de Franca, os jovens são dispensados da prestação do Serviço Militar, figurando apenas como "reservistas", recebendo o CDI - Certificado de Dispensa do Serviço Militar. 

Mesma nestas condições, o jovem que completa 18 anos e precisa se alistar, pode optar por ingressar numa das três Forças Armadas: Exército, Marinha e Aeronáutica. 

Agora isto pode ser feito pela internet, mas se optar, o jovem, no ano em que completa 18 anos, ainda pode se alistar (é obrigatório) na Junta de Serviço Militar (JSM) da cidade onde mora. As JSMs são presididas pelos prefeitos das respectivas cidades. 

Online

As organizações militares deverão atualizar o Sermilmob com dados referentes aos jovens dispensados ou incorporados ao serviço militar. Nos municípios tributários (considerados contribuintes à convocação para o Serviço Militar Inicial) para mais de uma força armada, a seleção geral será realizada por comissões compostas pelos militares das forças interessadas.

Anualmente, cerca de 1,8 milhão de jovens fazem o alistamento militar e aproximadamente 100 mil são incorporados às Forças Armadas.


Artigos Relacionados