Agência-Centro da Caixa em Franca abre neste sábado, 09, para auxílio emergencial

Atendimentos terão inicio às 8h, e visam dar continuidade aos saques da 1ª parcela do auxílio emergencial

Postado em: em Economia

A ​Caixa Econômica Federal (CEF) vai abrir 680 agências bancárias neste sábado, 09, em todo o país, para dar continuidade aos saques da primeira parcela do auxílio emergencial. 

Em Franca, desta vez, somente a agência do Centro - Rua Monsenhor Rosa, 1639 - estará funcionando. 

Segundo a Caixa, as agências vão abrir às 8h e só vão fechar depois do atendimento do último cliente. No entanto, deve-se chegar às agências até as 12h. 

"A CAIXA reforça que não é preciso madrugar nas filas. Todas as pessoas que chegarem nas agências durante o horário de funcionamento, de 8h às 12h, serão atendidas", avisou o banco.

A Caixa lembra ainda que reforçou o quadro de pessoal das agências para dar celeridade ao pagamento do auxílio emergencial e, assim, evitar filas.

O banco ressalta também que o saque em espécie dos R$ 600 destina-se apenas aos brasileiros que receberam o benefício em uma conta digital, mas não conseguiram usar os recursos por meio dos canais digitais da Caixa.

A lista completa de agências que estarão abertas neste sábado está disponível no site da Caixa. Mas quem tiver dúvidas também pode encontrar os locais de atendimento na agência mais próxima de casa.

"As agências que não vão abrir terão uma placa informando qual a agência mais próxima que estará funcionando", explicou o vice-presidente da Rede de Varejo da Caixa, Paulo Henrique Angelo.

Ele disse ainda que a Caixa acredita que as 680 agências serão suficientes para atender a demanda da população neste sábado, visto que o número de saques em espécie do auxílio emergencial tem caído nos últimos dias.

Segundo a Caixa, nesta sexta-feira, 08, cerca de 350 mil saques foram realizados nas agências da Caixa. Foi o terceiro menor volume diário desde o início do pagamento presencial dos R$ 600, na semana passada. 

"O pico foi observado na segunda e terça-feira, com mais de 1 milhão de saques. Agora, temos uma redução, dia após dia, da quantidade de clientes que sacam através da poupança digital", disse Angelo.

Ele acrescentou que, por conta disso e das melhorias implementadas nas agências e no aplicativo da Caixa, o atendimento dos beneficiários de R$ 600 já está sendo feito de forma rápida e organizada, sem filas.

Para o banco, essa redução do número de saques em espécie mostra que a maior parte dos brasileiros que tiveram os R$ 600 creditados em conta já conseguiram movimentar o recurso.  

A Caixa espera, portanto, que o movimento nas agências será tranquilo, sem a formação de filas ou aglomerações, neste sábado.  

Balanço apresentado nesta sexta-feira pelo banco comprova que 20 milhões, dos 20,5 milhões de brasileiros que receberam os R$ 600 em uma poupança digital, já usaram o auxílio.

A maior parte (12 milhões) realizou transferências para outras contas bancárias, mas também foram registrados pagamentos de contas através do aplicativo Caixa Tem (900 mil) e compras em débito (47 mil). Já os saques em espécie somam 6,78 milhões até esta sexta-feira. 

As 500 mil pessoas que já receberam, mas ainda não movimentaram a primeira parcela dos R$ 600 devem, contudo, ficar atentos.

Afinal, o decreto que instituiu o auxílio emergencial determina que os recursos depositados nessas contas digitais voltarão para o governo caso não sejam utilizados em até 90 dias. 

Angelo ressaltou nesta sexta, por sua vez, que a devolução atinge apenas as contas digitais. Quem recebeu os R$ 600 em contas de outros bancos, portanto, não corre esse risco.


Novos pagamentos

 O vice-presidente da Rede de Varejo da Caixa, Paulo Henrique Angelo, disse que o banco ainda não recebeu os dados dos 17 milhões de brasileiros que fizeram o cadastro do auxílio emergencial em abril e ainda não receberam uma resposta do governo para saber se têm direito aos R$ 600.

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, havia dito, contudo, que a análise cadastral desse pessoal seria concluída nessa quinta-feira, 07. O Ministério e a Dataprev foram procurados, mas ainda não explicaram a razão do atraso.

O Ministério da Cidadania também afirmou, nessa quinta, que o cronograma de pagamentos da segunda parcela do auxílio emergencial seria divulgado nesta sexta-feira. 

Até agora, contudo, a pasta comandada por Onyx Lorenzoni ainda não apresentou detalhes sobre o anúncio.

*Com Correio Braziliense


Artigos Relacionados