Adérmis propõe força tarefa para fiscalizar as compras da Prefeitura

Adérmis sugeriu ao prefeito que convide o Observatório Social para participar do Comitê de Enfrentamento

Postado em: em Política

O vereador Adérmis Marini defendeu na tribuna da Câmara Municipal a necessidade dos membros do Poder Legislativo local fiscalizarem as compras do Executivo.

Devido o decreto de estado de calamidade pública, a Prefeitura pode fazer compras sem licitação para bens relacionados ao enfrentamento da emergência. 

O orçamento, apenas de Franca, é de R$ 32 milhões de reais. Mas tramita no Senado outro projeto que pode destinar mais de R$ 43 milhões. "Temos de acompanhar e fiscalizar estes recursos" disse Adérmis.

O vereador Carlinho Petrópolis (PL) é o presidente da Comissão de Saúde da Câmara que tem esta função de fiscalização.

Adérmis comentou o ofício enviado pelo Observatório Social que registra dificuldades em conseguir informações. 

O vereador Adérmis Marini sugeriu ao prefeito que convide o Observatório Social para participar do Comitê de Enfrentamento à pandemia. 

"Trata-se de um órgão de prevenção e fiscalização dos gastos públicos. Temos sempre que defender a transparência e a responsabilidade com o dinheiro público" finalizou Adérmis.


Artigos Relacionados