Acusado de tentar matar a sogra é condenado a 10 anos de prisão

Cada um pegou 10 anos em regime inicial fechado e não poderão apelar em liberdade

Postado em: em Justiça

        Terminou da madrugada de quinta-feira (19) o júri de um homem que, com a ajuda de um comparsa, tentou matar a sogra. Após 18 horas de julgamento, o corpo de jurados acolheu a tese de terem os réus praticado homicídio qualificado pelo motivo torpe, mediante dissimulação e com emprego de meio cruel, na forma tentada.

Com isso, o juiz Alexandre Betini, da Vara do Júri da Comarca de Santos, sentenciou cada um a 10 anos de reclusão, em regime inicial fechado. Eles não poderão apelar em liberdade.

        Consta nos autos que no dia 29 de setembro de 2016, na cidade de Santos, os dois entraram no apartamento da idosa e a atacaram com golpes de martelo e em seguida enrolaram uma corda em seu pescoço. De acordo com o Ministério Público, a intenção do genro era matar a sogra para que sua esposa recebesse a herança. Após o crime os homens fugiram do local. A vítima acordou do desmaio e, mesmo ferida, conseguiu levantar-se, descer as escadas do prédio, pedir ajuda a uma vizinha e informar que seu genro a havia atacado. Dias depois ela reconheceu o outro réu.

        “O crime de homicídio qualificado tentado possui natureza hedionda, motivo pelo qual os réus iniciarão o cumprimento da pena em regime fechado”, escreveu o magistrado em sua sentença.

        Cabe recurso da decisão.

        Processo nº 1500406-32.2016.8.26.0536


Artigos Relacionados