Abuso de redes sociais no isolamento pode ter efeitos negativos em sua saúde

Pesquisa da Sociedade Real de Saúde Pública Britânica diz que as redes sociais podem afetar a saúde

Postado em: em Tecnologia

A sua saúde mental agradecerá se você decidir se desconectar durante a quarentena. 

Mas, devido à angústia da pandemia do coronavírus (covid-19), muitas pessoas preferem se refugiar nas redes sociais.

O lado sombrio

As redes sociais são uma boa fonte de informação e entretenimento. 

Porém, elas também são responsáveis ​​por distúrbios, de acordo com pesquisa da Sociedade Real de Saúde Pública Britânica.

Essas plataformas têm um impacto na qualidade do sono, pois as pessoas ficam acordadas durante a noite para revisar as mensagens.

Elas também criam problemas de autoestima e expõem as pessoas a cyberbullying.

No ranking do estudo, a rede social mais prejudicial era o Instagram, seguida pelo Snapchat, Facebook e Twitter — enquanto o YouTube foi qualificado como benéfico.

O equilíbrio

De acordo com o analista Enrique Carrier, as empresas de telecomunicações estão relatando aumentos no uso do WhatsApp e de ferramentas de videoconferência e de trabalho a distância.

Em momentos de superinformação, como é o caso do status mundial do coronavírus, é recomendado apelar ao tradicional. Ler um livro, exercitar-se ou conversar com um membro da família são maneiras de dar um descanso para a sua mente.


Artigos Relacionados