A MÚSICA no contexto VIDA

Postado em:

​"A MÚSICA É UMA HIPNOSE: NINGUÉM PODE SE VER LIVRE DELA”. Ludwig Van Beethoven


  • Música no supermercado – ou você compra muito ou sai correndo e nem o necessário consegue levar porque aquele som vai te irritando e sem saber porquê você sai e vai embora.
  • Música no carro – quando eu lecionava no Colégio Objetivo, preparei um projeto para que as crianças de 5ª série observassem as músicas que tocavam nos carros de seus pais. E vieram várias observações a respeito. O SOM TEM PODER , de agitar e de acalmar. No trânsito não pode ser música relaxante , muito menos agitada que beire à agressividade. A música no trânsito deve ser alegre. E também observar se não tira a atenção do motorista.
  • Música de fundo. Já vi algumas vezes pessoas colocando músicas de fundo que contém letras. Muitos vídeos que recebemos pelo celular tem este defeito. Se é música de fundo, não dá pra ter alguém cantando enquanto você está lendo uma mensagem. Muitas vezes as mensagens – do texto e da letra da música são assuntos diferentes pra completar o erro.
  • Música em creches. Isso é tão sério ... Um dia entrei numa creche pra pedir uma informação sobre aquela rua e um estabelecimento que eu estava procurando. Um som alto, músicas agitadas de Xuxa, crianças berrando e mais música alta, e aquela confusão sem tamanho, a professora desorientada, a monitora mais ainda, três , quatro crianças chorando muito ao mesmo tempo. Com muito cuidado eu disse: - o silêncio é importante também. Tire o som.Era a única coisa que eu poderia dizer naquele momento, não dava para falar de músicas próprias para crianças dormirem ou fazerem atividades em PAZ.Elas queriam ‘ distrair ‘ a criança e acharam que a distração era a mesma que as monitoras tiveram quando crianças: XUXA. Ali tinham bebês até 2 anos querendo dormir, comer, descansar, ficar no silêncio apenas ou ouvindo sons calmantes.
  • Música para hipnose : as músicas usadas pararelaxamento, contém uma frequência ‘ tal ‘utilizada para que a mente se aquiete ereceba as orientações propostas.
  • Música viciante: são todas aquelas músicas que você não consegue abandonar o refrão. Ficam insistentemente tomando conta da sua mente. Algumas delas tem propósitos, outras são somente para criar a dependência.Vício nunca foi bom.
  • Música para oração – são músicas melodiosas que enternecem a alma, preparando-a para o contato com o divino.
  • Músicas de protesto – são músicas geralmente com letras que estão desabafando ou protestando contra algo ou alguma coisa, alguém, ou um sistema.
  • Músicasque promovem curas –desde o ano 2000 ou antes, há mais de 20 anos os cientistas voltados às pesquisas sobre o som, estão descobrindo sons que curam. Um deles , com experiências relativamente recentes, é com relação à 5ª Sinfonia de Beethoven, que diminuiu células cancerosas de tamanho e algumas morreram, expostas a um volume tal e um tempo determinado.
  • Música para o deleite: apenas aquela música que está compatível com seu estado de espírito naquele momento. Quando se está triste, geralmente escolhe-se músicas tristes para estarem numa mesma FREQUÊNCIA VIBRATÓRIA. Ou se quer sair do estado triste, escolhe uma música com uma outra frequência vibratória.
  • Música para as plantas . Várias experiências já mostraram que músicas agressivas MATAM as plantas. E músicas de cunho vibracional tranquilo e com intenções boas, fazem as plantas crescerem mais viçosas.
  • Música para as vacas darem leite . Várias fazendas já instalaram sistema de som no curral ou local de ordenha para que a vaca estando mais tranquila produza mais leite.

http://www.bbc.com/portuguese/reporterbbc/story/2007/08/070830_falarcomplantas_fp.shtml

CÉLULAS CANCEROSA QUE MORREM OUVINDO BEETHOVEN:

https://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/celulas-tumorais-expostas-quinta-sinfonia-de-beethoven-perderam-tamanho-ou-morreram-2804700

BANANAS QUE OUVEM MÚSICA CLÁSSICA:

https://www.defatoonline.com.br/bananas-que-ouvem-musica-classica-em-ipoema-ganham-destaque-na-tv-record/

VACAS ouvindo música clássica:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/bbc/ult272u4744.shtml


Esta coluna é semanal e atualizada aos domingos.