A MELODIA DAS MAMÃES

Postado em: - Atualizado em:

Começo hoje falando de CLARA SCHUMANN ( 1819- 1896) , a esposa dedicada de Schumann, mãe de 7 filhos e pianista!

Quando falo de História da Música para mulheres, sempre cito a incomparável Clara Schumann, mulher forte, destemida, talentosa, sensível, apaixonada.

Imagine no século XIX , uma mulher que consegue conciliar a tarefa de mãe de 7 filhos e ainda ser uma exímia pianista... Uau! Foi demais!

Seu pai tinha uma escola de música e queria escolher para ela um ótimo marido, para que ela pudesse se dedicar à música. Mas o amor falou mais alto e ela se casou com Robert Schumann ( 1810 -1856 ), também músico, nove anos mais velho que ela.

​ Quem quiser se deliciar com um filme antigo em preto e branco, da mais pura ternura e encanto, assista SONATA DE AMOR, 1947.

“ Sinopse A devotada esposa e mãe, Clara (Katharine Hepburn) abdica de sua carreira como pianista e dedica-se integralmente ao brilhante, porém sem sucesso, compositor Robert Schumann (Paul Heinreid) e a seus sete filhos. Robert leciona música para sustentar a família e, entre seus alunos, está Johannes Brahms (Robert Walker), um dedicado amante da música com um futuro glorioso. Durante a ascenção de Johannes como compositor, seu professor começa a apresentar distúrbios psicológicos e se afunda na loucura. Clara se mantém forte e dedicada ao seu lado e inicia um trabalho intenso para popularizar as belíssimas composições do amado marido, mas um trágico acontecimento iria colocar todo seu amor por Robert a prova. Baseado na biografia do mundialmente famoso compositor Robert Schumann, este filme conta com a direção de Clarence Brown (de E as Chuvas Chegaram) e com as magníficas atuações de Katharine Hepburn, Robert Walker, Paul Henreid e Henry Daniell.”http://www.interfilmes.com/filme_24334_Sonata.de.Amor-(Song.of.Love).html

Hoje em dia, por vários momentos deparo-me com alunas já casadas, muitas vezes vovós ou mamães novas, retomando os estudos de piano, com uma sede de encontrarem a si mesmas. E isso ocorre, porque o piano provoca o autoconhecimento e o reencontro com sua essência! Lindo de ver!

Século XXI, com uma correria insana em que vivemos, as pessoas estão reduzindo a marcha frenética e voltando-se para dentro. As mulheres, mamães, estão sentindo esta necessidade!

Passam por minhas mãos as mamães mais diversificadas em idades, anseios, características pessoais, mas que possuem em comum aquele chamado musical e o mais bonito é que ‘ atendem ao chamado’ e buscam estes momentos tão prazerosos, individuais, meditativos, únicos ao piano.

E também as mamães dos alunos, ainda crianças, que vibram com cada conquista musical de seus filhos, com o desenvolvimento de suas habilidades e seus olhos brilham tanto que parece que são elas que estão tocando. Na verdade são. A gente se sente muito feliz com a conquista dos filhos!

Deixo um pouquinho de Clara por hoje:

*Esta coluna é semanal e atualizada aos domingos.​