24 milhões de pessoas podem ter direito a ganhar auxílio do governo: R$ 600

O projeto prevê que a mãe provedora de família “uniparental” (mantenha o lar sozinha) receba duas cotas.

Postado em: em Economia

​A Câmara dos Deputados aprovou o auxílio econômico para enfrentar a pandemia do coronavírus. 

Segundo estimativas do banco UBS, podem ter direito a ganhar o coronavoucher, aproximadamente, 24 milhões de pessoas. Além disso, vai custar de R$ 32 a R$ 45 bilhões.

O “Coronavoucher” servirá para ajudar por um período de três meses os trabalhadores informais que já estão registrados nos programas sociais existentes, de R$ 600 a R$ 1.200 por mês.

O projeto prevê que a mãe provedora de família “uniparental” receba duas cotas.

Os trabalhadores que ganham até três salários mensais e que não estejam recebendo outros programas de apoio à renda, com exceção do “Bolsa Família”, deverão receber a ajuda do governo.

Orçamento de guerra

De acordo com o banco UBS, as medidas de gastos anunciadas e planejadas para o combate à crise devem ampliar o déficit fiscal primário e aumentar as despesas além do limite de gastos constitucionais de 2016.

Embora o limite de gastos de 2016 tenha uma cláusula que permita gastos para lidar com emergências, Rodrigo Maia está negociando uma emenda constitucional para criar o que ele chama de ‘orçamento de guerra’.

Uma autoridade específica de gastos que seria gerenciada por um comitê que pode acelerar os gastos. 

O Brasil teria dois orçamentos, com o ‘orçamento de guerra’ voltado apenas para gastos direcionados para lidar com os efeitos do surto de coronavírus”, afirma o banco.


Artigos Relacionados